POUSADA DA PAIXÃO

POUSADA DA PAIXÃO

COMERCIAL JR

COMERCIAL JR

VIP

VIP

RC TECIDOS

RC TECIDOS

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

NORDESTE MOTOS

NORDESTE MOTOS

sábado, 6 de fevereiro de 2016

POLÍCIA CIVIL CONCLUI INQUÉRITO QUE INVESTIGA HOMEM ASSASSINADO POR EX-AGENTE DA DESTRA EM CARUARU.


Ademir Silva, foi morto na frente de todo mundo.


video
Vídeo mostra momento da execução.
O ex-agente Amauri, foi preso em flagrante e desde o ocorrido está no presídio de Caruaru.

Foi assassinado na tarde do último sábado, dia 30, na Avenida Rui Barbosa, próximo ao antigo Giradouro Major Clementino, no Centro de Caruaru, o captador de passageiros de veículos de lotação, Ademir Silva Beserra, de 34 anos, que trabalhava com o pai, morava no Loteamento Serranópolis e foi assassinado a tiros pelo ex-agente da Destra, Amauri de Almeida Barros Filho, de 30 anos, que foi preso em flagrante pela Polícia Militar, ainda portando a arma usada do crime na cintura, uma pistola calibre 380, que foi apreendida.

Na manhã desta sexta-feira (05), foi realizada uma coletiva de imprensa na sede da 14ª Desec, onde os delegados Dr. Bruno Vital chefe da 3ª Divisão de Homicídios de Pernambuco e Dr. Francisco Souto Maior, chefe da 19ª Delegacia de Homicídios de Caruaru, apresentaram o resultado da investigação sobre o assassinato, inclusive informando que o inquérito foi enviado a justiça nesta sexta. Na coletiva foi apresentada uma filmagem que mostra o exato momento, que o ex-agente executa a vítima.
O Dr. Bruno Vital, disse que a 3ª Divisão de Homicídios, tem feito o possível para prender os assassinos da cidade e que as duas delegacias de homicídios da cidade não tem poupado esforços para isso e que o empenho das equipes serão mais uma vez os destaques operacionais do ano a exemplo do ano passado.


O delegado Dr. Francisco Souto Maior, que preside o inquérito, classificou a ação do ex-agente como um ato covarde, ele disse que não houve luta corporal, que o acusado estava sob o efeito de álcool e que não houve luta corporal, falou que a vítima tentou fugir e foi executada pelo assassino, que após o cometimento do crime deixou o local tranquilamente como se nada tivesse acontecido, sendo preso em seguida a poucos metros do local. Segundo o delegado o algoz estava discutindo com um comerciante da área, nisso a vítima que conhecia os dois, viu a discussão e foi tentar apaziguar, mas ao invés do ex-agente se acalmar disse a vítima que entre eles não haveria conversa e resolveria na bala, sacou a pistola calibre 380 que estava na cintura, a vítima saiu correndo e o agente desferiu dois disparos, a vítima caiu e o algoz se dirigiu em sua direção e na frente de todos deu o tiro de misericórdia, guardou a arma na cintura e saiu andando normalmente.



O advogado do imputado, Dr. Wellington Venâncio, informou que apesar da filmagem ser bem contundente não é o suficiente para incriminar o seu cliente, pois segundo ele, a vítima possivelmente disse algo que irritou o algoz que enfurecido cometeu o ato. O advogado também ressaltou que Amauri é uma pessoa de boa índole e sempre foi um exemplo de honestidade e respeito entre os companheiros, pelo seu empenho como agente de trânsito. O advogado disse que ele agiu dessa forma por haver uma rixa entre ambos e irá reverter o quadro.