TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CENTRAL BURGUER

CENTRAL BURGUER

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

quarta-feira, 11 de maio de 2016

AGENTE DA DESTRA É PRESO TENTANDO ESTORQUIR MOTOQUEIRO EM CARUARU.


A vítima explicou como tudo aconteceu.
A Autarquia Municipal de Transporte e Trânsito de Caruaru – Destra, foi informada na manhã desta quarta-feira (11) que um dos seus agentes estaria extorquindo um motoqueiro. O Diretor Presidente da Instituição Alex Monteiro, acionou a Ouvidoria e posteriormente a Corregedoria da Autarquia, para apurar o caso e diante das evidências solicitou o apoio do delegado Dr. Francisco Souto Maior, que colocou a sua equipe a disposição, nisso foi montada uma campana e o tal agente que não teve o nome revelado foi preso em flagrante.


Alex Monteiro, informou que ontem ele trabalhou numa blitz em frente a Praça da Criança no centro, onde abordou um rapaz que guiava uma motocicleta, que estava com o farol apagado e o agente por saber que ele só possuía a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) provisória, disse que só o liberaria da multa se lhe “ajeitasse” e apesar de anotar os dados do motoqueiro e da sua moto, lhe devolveu a CNH e como esperado pela vítima, o agente ligou ontem a noite e hoje pela manhã para o seu telefone e marcou para receber a recompensa hoje a tarde em frente ao colégio Padre Zacarias Tavares, no bairro Salgado, a Corregedoria então comunicou onde a entrega do dinheiro seria efetuada ao delegado Dr. Francisco Souto Maior, que acionou a sua equipe que realizou uma campana e conseguiu prender o criminoso em flagrante, quando tinha acabado de receber a quantia de R$ 100 da vítima, mesmo o acerto inicial tivesse sido feito para o jovem pagar R$ 150.


O agente foi levado a Delegacia, onde o Dr. Francisco Souto Maior, lavrou o Auto de Prisão em Flagrante Delito em desfavor do mesmo, pelo crime de corrupção passiva, sendo posteriormente recolhido à Penitenciária Juiz Plácido de Souza por se tratar de crime inafiançável, com pena prevista de 02 a 12 anos de reclusão. A conclusão das investigações ficará a cargo do delegado Dr. Frederico Marcelo, titular da 2° Delegacia da Polícia Civil e a Corregedoria da Destra teve uma atuação impecável, acionando a Polícia Civil. O agente possivelmente será exonerado do cargo e a Corregedoria se coloca a disposição da população em casos semelhantes para que ligue para o Disque-Denuncia e denuncie o que aconteceu.