POUSADA DA PAIXÃO

POUSADA DA PAIXÃO

COMERCIAL JR

COMERCIAL JR

VIP

VIP

RC TECIDOS

RC TECIDOS

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

NORDESTE MOTOS

NORDESTE MOTOS

quarta-feira, 11 de maio de 2016

AGENTE DA DESTRA É PRESO TENTANDO ESTORQUIR MOTOQUEIRO EM CARUARU.


A vítima explicou como tudo aconteceu.
A Autarquia Municipal de Transporte e Trânsito de Caruaru – Destra, foi informada na manhã desta quarta-feira (11) que um dos seus agentes estaria extorquindo um motoqueiro. O Diretor Presidente da Instituição Alex Monteiro, acionou a Ouvidoria e posteriormente a Corregedoria da Autarquia, para apurar o caso e diante das evidências solicitou o apoio do delegado Dr. Francisco Souto Maior, que colocou a sua equipe a disposição, nisso foi montada uma campana e o tal agente que não teve o nome revelado foi preso em flagrante.


Alex Monteiro, informou que ontem ele trabalhou numa blitz em frente a Praça da Criança no centro, onde abordou um rapaz que guiava uma motocicleta, que estava com o farol apagado e o agente por saber que ele só possuía a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) provisória, disse que só o liberaria da multa se lhe “ajeitasse” e apesar de anotar os dados do motoqueiro e da sua moto, lhe devolveu a CNH e como esperado pela vítima, o agente ligou ontem a noite e hoje pela manhã para o seu telefone e marcou para receber a recompensa hoje a tarde em frente ao colégio Padre Zacarias Tavares, no bairro Salgado, a Corregedoria então comunicou onde a entrega do dinheiro seria efetuada ao delegado Dr. Francisco Souto Maior, que acionou a sua equipe que realizou uma campana e conseguiu prender o criminoso em flagrante, quando tinha acabado de receber a quantia de R$ 100 da vítima, mesmo o acerto inicial tivesse sido feito para o jovem pagar R$ 150.


O agente foi levado a Delegacia, onde o Dr. Francisco Souto Maior, lavrou o Auto de Prisão em Flagrante Delito em desfavor do mesmo, pelo crime de corrupção passiva, sendo posteriormente recolhido à Penitenciária Juiz Plácido de Souza por se tratar de crime inafiançável, com pena prevista de 02 a 12 anos de reclusão. A conclusão das investigações ficará a cargo do delegado Dr. Frederico Marcelo, titular da 2° Delegacia da Polícia Civil e a Corregedoria da Destra teve uma atuação impecável, acionando a Polícia Civil. O agente possivelmente será exonerado do cargo e a Corregedoria se coloca a disposição da população em casos semelhantes para que ligue para o Disque-Denuncia e denuncie o que aconteceu.