TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CENTRAL BURGUER

CENTRAL BURGUER

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

CINCO HOMENS ACUSADOS DE HOMICÍDIO EM AGRESTINA SÃO JULGADOS NA VARA DO JÚRI DE CARUARU E SÃO ABSOLVIDOS DA ACUSAÇÃO


Foi realizado nessa terça-feira (13) na Vara do Júri do Fórum Demóstenes Veras em Caruaru, o julgamento dos cinco acusados da morte do ex-presidiário, Josimar da Silva, vulgo “Cara Véia” de 31 anos, que foi assassinado a tiros no dia 7 de junho de 2009 na cidade de Agrestina. Apesar do crime ter sido cometido em Agrestina a Comarca de Agrestina optou pelo desaforamento do julgamento e realiza-lo no Fórum de Caruaru.

Os acusados do crime que sentaram nos bancos dos réus são José Everaldo da Silva, de 43 anos; José Willison Ferreira Barbosa, vulgo “Ecinho” de 31 anos; Herculano Antônio Santos de Andrade, de 35 anos; Ivan Lucas da Silva Junior, vulgo “Junior Cabeção” de 34 anos e José Carlos da Silva, vulgo “Carlinhos de Dedinha” de 40 anos, que já estão presos acusados de terem cometido um outro assassinato em Agrestina e foram sentenciados desde o ano de 2013. Os acusados estão presos desde a deflagração da Operação Carcará, que foi realizada em 2009 e resultou na prisão de 20 pessoas e contra eles havia provas técnicas obtidas através de escutas telefônicas.
O advogado criminalista Dr. Artur Ramos, que defendeu três dos acusados, disse que apesar das chamadas provas técnicas (escutas telefônicas), os jurados acataram a tese da defesa de negativa de autoria e absolveu os acusados, pois as datas das escutas telefônicas, não batia com o dia do assassinato da vítima, bem como não restou esclarecido pela acusação a motivação que eles teriam para cometer o crime, apenas que Herculano, “Junior Cabeção” e “Carlinhos de Dedinha” foram acusados de terem sido os mentores intelectuais do crime e que os executores seriam José Everaldo e “Ecinho”.