TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

DONA MACAXEIRA

DONA MACAXEIRA

AGRESTE CENTRAL PERNAMBUCO

quarta-feira, 14 de junho de 2017

19ª DELEGACIA PRENDE SUSPEITO DE COMETER TRÊS HOMICÍDIOS EM CARUARU E A MOTIVAÇÃO SEGUNDO A POLÍCIA SERIA A DISPUTA DE PONTOS DE VENDA DE DROGA



Investigadores da 19ª Delegacia de Homicídios de Caruaru, deram cumprimento nesta quarta-feira (14) a um Mandado de Prisão Preventiva, em desfavor de Taciel Gomes da Silva, vulgo “Ari” de 32 anos, que mora na Travessa Panamericana, na Nova Caruaru.

Ele é acusado de ter assassinado na noite do dia 28 de abril no bairro Jardim Panorama, o ex-presidiário, Igor Bonieks Guilhermino da Silva, de 29 anos, que foi comprar um cachorro quente acompanhado de um filho criança, quando foi baleado dentro do carro e morreu na Casa de Saúde Santa Efigênia.

A nova delegada chefe da 19ª Delegacia de Homicídios, Dra. Sérvula Walleska, disse que o acusado está internado no Hospital Regional do Agreste desde a noite do dia 6 de maio, após ter sido baleado no bairro Severino Afonso e na ocasião foi assassinado o mecânico, Cláudio Antonio Moura, de 33 anos e a delegacia havia solicitado a sua prisão preventiva e o juiz da Vara do Júri acatou o seu pedido na tarde de ontem.



A delegada disse que o “Ari” ainda é suspeito de matar, Rafael Bruno da Silva, vulgo “Borgel” de 21 anos, que foi morto na noite do dia 02 de março, dentro do mercadinho da mãe no João Mota e José Samuel Vieira dos Prazeres, vulgo “Leandro” de 19 anos, que foi morto dentro da casa onde morava no Loteamento Hamilton Afonso, ao lado do Cemitério Parque dos Arcos no dia 26 de abril.

"Ari" está internado desde a noite de 6 de maio, quando o seu amigo foi assassinado e ele foi baleado.


Segundo a delegada, a motivação foi a disputa por pontos de venda de drogas e que os desafetos estariam trabalhando para traficantes que são concorrentes do acusado, que apesar da prisão preventiva decretada continuará internado no HRA, sob custódia da Polícia Militar e quando receber alta médica será recolhido à Penitenciária Juiz Plácido de Souza. Os outros dois crimes também poderão resultar na expedição de outros mandados de prisões.