AUTO VIP

AUTO VIP

TEFNET

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

AGRESTE CENTRAL PERNAMBUCO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

LENO PEÇAS

LENO PEÇAS

CASA DO CAMPÔNES

CASA DO CAMPÔNES

segunda-feira, 5 de março de 2018

COLUNA HORA DA CIDADANIA COM O DELEGADO ERICK LESSA



ESTUPRADORES E ESTUPROS EM SÉRIE

Nos últimos dias, nosso estado foi marcado por diversos crimes de estupro contra mulheres e crianças. Um dos casos que chocou o estado e país, foi o do médico traumatologista e ortopedista, Kid Nélio Souza Melo, de 35 anos. Acusado de abusar sexualmente de, pelo menos nove pacientes entre 18 e 39 anos, na região metropolitana de Recife.

Na terça feira (27), um idoso de 68 anos, foi preso na cidade de Bezerros, acusado de estuprar sua neta de 10 anos. A mãe realizou a denúncia em Dezembro de 2017, a criança relatou os detalhes do abuso e está sendo acompanhada por uma equipe multiprofissional. No dia seguinte a esse caso, uma mulher foi esfaqueada dentro de sua residência, após um homem pular o muro e tentar estuprá-la. Identificada como Joseane Maria da Silva, afirmou que ao tentar defender a si e ao seu filho de 5 anos, sofreu agressões a facadas em diversas partes do corpo.

Outro caso impressionante foi a prisão de um homem em Olinda, no dia 1 desse mês. Alexandre Silva de Sousa confessou ter estuprado 13 mulheres, após as atrair através de anúncios no OLX. Ele marcava o encontro com as vítimas e as conduzia próximo a um matagal, onde as estuprava, e em seguida, roubava seus pertences. Alexandre é casado e tem dois filhos. Sua esposa não fazia ideia dos crimes que o marido cometia e encontra-se em estado de choque.

Por fim, e não menos grave, um pai foi preso em Macaparana, na Zona Norte de Pernambuco, por suspeita de estuprar sua própria filha de 9 anos. O pai foi denunciado pelo Conselho Tutelar por maltratar seus filhos, inclusive de deixá-los passar fome e sede. Além disso, o mesmo, abusava sexualmente de sua filha na frente do filho de 6 anos. O caso está sendo investigado e o suspeito foi encaminhado para a penitenciária do município.

Diante de tantos casos, somos levados a uma profunda reflexão sobre a fidelização de uma cultura patriarcal, a qual reflete o sentimento de plena posse sobre o gênero feminino, extrapolando todos os limites do respeito. A violência contra a mulher é algo secular e está impregnada na história do nosso país. Lutamos para que a fragilidade atual na segurança das mulheres pernambucanas e brasileiras seja revertida, e que se tenha o reconhecimento em nossa sociedade da necessidade de equidade e isonomia entre homens e mulheres.

Fica a reflexão. Esteja atento à próxima edição da coluna Hora da Cidadania, que é divulgada todas as segundas-feiras. Você pode dar sugestão de temas, fazer críticas e elogios através do e-mail: ericklessa04@gmail.com.