AUTO VIP

AUTO VIP

TEFNET

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

AGRESTE CENTRAL PERNAMBUCO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

LENO PEÇAS

LENO PEÇAS

CASA DO CAMPÔNES

CASA DO CAMPÔNES

GIVALDO RECON PEÇAS

GIVALDO RECON PEÇAS

sexta-feira, 9 de março de 2018

FOI INAUGURADA NESTA SEXTA A 1ª BIBLIOTECA DA PENITENCIÁRIA JUIZ PLÁCIDO DE SOUZA EM CARUARU



 



Foi inaugurada na manhã desta sexta-feira (09), a 1ª biblioteca da Penitenciária Juiz Plácido de Souza em Caruaru, participaram da solenidade várias autoridades como o Secretário Executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues; o Promotor de Justiça da 3ª Vara de Execuções Penais Dr. Ronaldo Lira; O Diretor da GRE Flávio Carlos; o Diretor da Unidade Prisional Paulão e o Advogado Criminalista Dr. Daniel Paixão que estava representado a Asces-Unita. Os convidados ficaram encantados com o que viram e afirmaram isso ao diretor.

A biblioteca que tem um tamanho de 24 metros quadrados é climatizada e conta com 487 títulos que foram doados pelo Conselho Nacional de Justiça e foi construída com mão de obra carcerária e fará parte do Projeto de Remissão por Leitura, que diminuirá o tamanho da pena dos reeducandos, além de incentivá-los a leitura e para aqueles que são analfabetos terão a oportunidade de serem alfabetizados, pois a unidade conta com duas salas de aulas e esses detentos poderão ser beneficiados com o projeto posteriormente.

O Secretário Executivo de Resocialização Cícero Rodrigues, disse que a idéia agora é implantar programas de ressocialização como esse em outras unidades prisionais e pretende implantar isso nos presídios de Santa Cruz do Capibaribe e Tacaimbó e para que isso seja viabilizado o Estado está em busca de parceiros, em relação á Penitenciária Juiz Plácido de Souza, falou que a unidade passará por novas adequações para ganhar novos espaços e isso ocorrerá em breve.



O Diretor da Unidade Paulão, falou da satisfação da Penitenciária Juiz Plácido de Souza está sendo considerada um modelo para o sistema prisional do Estado e ressaltou que tudo isso se deve aos parceiros e principalmente a sua equipe de agentes penitenciários e agregados de outras instituições que não medem esforços para que o reeducando tenha uma nova chance quando foi reintegrado a sociedade.