AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

LENO PEÇAS

LENO PEÇAS

DRIVE TOUR BRASIL

DRIVE TOUR BRASIL

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

COLUNA HORA DA CIDADANIA COM O DELEGADO ERICK LESSA


CARUARU BATE RECORDE HISTÓRICO DE VIOLÊNCIA EM 2017.

Foram apresentados essa semana, os números da violência em nossa cidade, e também no demais municípios que compõem a AIS 14 (Área Integrada de Segurança 14), que é composta por Caruaru e mais 14 municípios do seu entorno, sob a responsabilidade do 4 BPM e também do mais novo equipamento da PM do interior do Estado, com atuação aqui na cidade, o BIESP (Batalhão Integrado Especializado), que atua com 4 Companhias compostas por profissionais da PM especializados, sendo elas Choque com cães, Rádio Patrulha, Trânsito e Rocam.

O fechamento do ano de 2017, em Caruaru chegou ao absurdo número de 265 CVLIs (crimes violentos letais intencionais), que são os crimes de latrocínio, lesão corporal seguida de morte e homicídio.

Outra informação importante foi que após a chegada do BIESP houve uma redução de aproximadamente 25% dos números de homicídios, comparado o último trimestre de 2017, com o mesmo período do ano anterior.

Não resta dúvida que o estado de Pernambuco e os órgãos policiais estão cumprindo o seu papel, a partir de substanciosos investimentos que têm sido aplicados na segurança pública em Caruaru, entretanto a cidade se ressente de investimentos em iluminação pública, acessos a lugares mais periféricos e zona rural, monitoramento por câmeras, inclusive nas entradas da cidade, ações que deveriam ser tomadas pelo município de Caruaru.

Na verdade o que o poder executivo municipal está tomando é uma gama de atitudes que só causam desordem pública e falta de concordância dos cidadãos e trabalhadores, dessa cidade, como a retirada dos comerciantes que estavam há 8 anos nas proximidades da UPA Estadual, além da criação de 2 camelódromos no centro da cidade, nas proximidades dos Guararapes, desagradando comerciantes e os próprios ambulantes, sem ouvir e dialogar com a população e os interessados.


Fica a reflexão. Esteja atento à próxima edição da coluna Hora da Cidadania, que é divulgada todas as segundas-feiras. Você pode dar sugestão de temas, fazer críticas e elogios através do e-mail: ericklessa04@gmail.com.
CASA DA ESFIHA