AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

LENO PEÇAS

LENO PEÇAS

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

“AÇÃO CONJUNTA DA POLÍCIA FEDERAL E POLÍCIA MILITAR (4º BPM) PRENDE EM CARUARU INTEGRANTE DE FACÇÃO CRIMINOSA DA PARAÍBA LIGADA AO PRIMEIRO COMANDO DA CAPITAL (PCC)”






No dia 18/12/2018 por volta das 9h uma operação conjunta das Polícias Federal e Militar dos estados de Pernambuco e São Paulo localizou um foragido da Justiça e integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC) – RENATO CARVALHO DE AZEVEDO, vulgos “FUZIL”, “CB1000” e “XRE” – 28 anos, natural de Parnamirim/BA, sem residência fixa, mas residindo há aproximadamente 2 meses em um apartamento de alto padrão localizado no bairro Maurício de Nassau, em Caruaru/PE, onde foi preso. Contra RENATO foram cumpridos 4 mandados de prisão expedidos pela Justiça dos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Bahia.

Durante as diligências, RENATO “FUZIL” foi surpreendido tendo em sua posse uma pistola calibre .380 sem registro, 82 munições de mesmo calibre, 70g de cannabis sativa (maconha), além de 1 motocicleta e 3 automóveis, todos, registrados em nome de terceiros com o intuito de ocultar a propriedade de bens, direitos ou valores provenientes, direta ou indiretamente, de infração penal (crimes antecedentes: organização criminosa e tráfico de drogas, dentre outros), motivo pelo qual foi preso em flagrante delito pelas práticas dos crimes previstos nos artigos 12 da Lei nº 10.826/2003, 28 da Lei nº 11.343/2006, e 1º da Lei nº 9.613/1998, e outros crimes correlatos. Além disso, RENATO responderá pelo crime de falsidade ideológica de documentos públicos, tendo em vista que com ele foram encontrados uma Certidão de Nascimento e um RG em nome de “MANOEL MARQUES FERNANDES”, além de uma CNH em nome de “MANOEL MARCOS SANTOS”, os dois últimos, com a fotografia de RENATO.

Após a prisão de RENATO, descobriu-se no dia 21/12/2018 que um segundo envolvido também estaria residindo havia aproximadamente um mês no mesmo edifício, utilizando identidade em nome de “HANDERSON MENDONÇA DE AQUINO”, que em seguida se descobriu tratar de identidade falsa.

De posse dessas informações foi montada uma ação conjunta da Polícia Federal e do 4º Batalhão de Polícia Militar de Caruaru/PE, os quais se dirigiram até o local indicado para aferir a veracidade das informações e adotar as providências cabíveis, tendo encontrado o apartamento aberto, e localizado no interior do imóvel um revólver calibre 38 em situação irregular com vários munições, um veículo de luxo – Range Rover Evoque – com placas de Camaragibe/PE e vários documentos de identificação civil em nome de “HANDERSON” (RG, CPF, Certidão de Nascimento e Reservista) com indícios de falsificação.

Na sequência, os policiais tomaram conhecimento de que o suspeito se encontrava internado em um hospital em Caruaru/PE, para onde se dirigiram e identificaram o morador do referido edifício, que disse se chamar “HANDERSON MENDONÇA DE AQUINO” e ser proprietário do mencionado veículo que se encontrava estacionado na vaga de garagem do apartamento em que vinha residindo. Comprovada a falsidade ideológica dos documentos de identificação civil utilizados pelo suspeito em nome de “HANDERSON”, este se negou a informar a sua verdadeira identidade, motivo pelo qual foi determinado a identificação criminal do preso.

“HANDERSON”, após ter sido informado dos seus direitos e garantias constitucionais, foi interrogado pela Autoridade Policial durante a lavratura do Auto de Prisão em Flagrante pelos crimes previstos nos artigos 2º da Lei 12.850/2013 (organização criminosa), 12 da Lei nº 10.826/2003 (posse irregular de armas de fogo de uso permitido), 1º da Lei nº 9.613/1998 (lavagem de dinheiro e ocultação de bens) e caso seja condenado poderá pegar penas que variam de 3 a 20 anos de reclusão.

HISTÓRICO DO PRESO: Confirmando a hipótese criminal, o preso que dizia se chamar “HANDERSON” foi rapidamente identificado como sendo EDSON GOMES DA SILVA, vulgo “TCHOKA”, 35 anos, natural de João Pessoa/PB, o qual possui uma vasta ficha criminal por crime de tráfico de drogas, dentre outros, sendo responsável por facilitar a circulação de drogas entre os estados da Paraíba e Rio Grande Norte. Segundo informações obtidas, EDSON GOMES DA SILVA, vulgo “TCHOKA”, trata-se de membro da facção criminosa OKAIDA-PB, que tem ligação com o PCC. No dia 07/11/2009 um grupo de seis criminosos invadiram a Delegacia de São José do Mipibu em Natal/RN e o resgatou e ainda soltaram cinco presos e roubaram todas as armas dos policiais. No dia 09/09/2018  ele foi novamente resgatado da Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves Abrantes – PB1, em Jacarapé-João Pessoa/PB, no dia 09 de setembro 2018 em uma ação ousada que contou com o emprego de explosivos e metralhadoras pelos criminosos. É, portanto, foragido da Justiça, contra o qual existe mandado de prisão que será cumprido pela Polícia Federal.