AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

LENO PEÇAS

LENO PEÇAS

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

POLÍCIA CIVIL DEFLAGROU OPERAÇÃO PARA PRENDER SUSPEITOS DE MATAR PROFESSOR DE KUNG FU EM CARUARU








A Polícia Civil de Pernambuco, através da 3ª Divisão de Homicídios do Agreste, deflagrou na manhã desta sexta-feira (14) a Operação Espartanos, para dar cumprimento a quatro mandados de prisões temporárias, expedidos pela Vara Privativa do Júri de Caruaru. 

Todos os mandados de prisões foram cumpridos e apenas um dos suspeitos teve o nome divulgado, Francisco Luiz de Souza, de 43 anos, que é apontado com o executor do crime de homicídio, ocorrido por volta do meio dia do dia 08 de março do ano passado. Além dele outros três homens foram presos e também são suspeitos de participação nesse crime. Duas armas de fogo e outros objetos foram apreendidos na ação.


A vítima, o professor de kung fu, Josael Torres de Oliveira Galindo, que era conhecido como “Mestre Sifu” de 48 anos, por trás da Clínica do Dr. Manoel Florêncio, no bairro Maurício de Nassau e foi executado após deixar a sua escola de artes marciais. Esta foi a 67ª Operação de Repressão Qualificada do ano no Estado, vinculada à Diretoria do Interior I - DINTER 1, sob a presidência da Delegada Servulla Walleska, titular da 3ª Divisão de Homicídios do Agreste.

A investigação teve início no mês de dezembro de 2017, com objetivo de prender integrantes de uma associação criminosa, responsável por homicídios e na execução foram empregados 40 (quarenta) Policiais Civis, entre Delegados, Agentes e Escrivães.

Dra. Servulla Walleska, disse que os mandados de prisões temporárias tem duração de 30 dias, em casos de crimes hediondos, prazo que pode ser prorrogável por mais 30 dias e encontrando novos indícios solicitará a conversão em prisões preventivas que não tem prazo de validade. Em relação ao nome da operação a delegada afirmou que é uma alusão aos gladiadores da Grécia antiga, pelo fato da vítima ser professor de artes marciais e que um dos mandados foi cumprido dentro do sistema prisional e os demais já foram recolhidos á Penitenciária Juiz Plácido de Souza.