AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

1ª VAQUEJADA PARQUE FERNANDO LUCENA

1ª VAQUEJADA PARQUE FERNANDO LUCENA

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

POLÍCIA CIVIL PRENDEU ASSALTANTES EM ALTINHO



O Delegado de Altinho Dr. Fernando Elias obteve a informação de uma ocorrência de roubo majorado na cidade ocorrida na manhã desta quarta-feira (19) e foi informado que este roubo teria sido cometido por um marginal identificado, dois desconhecidos e dois adolescentes. A vítima que compareceu a delegacia para registrar um BO, disse que foi assaltada por volta das 4 horas da manhã por cinco indivíduos que além de lhe roubar ainda o espancaram causando-lhe lesões pelo corpo e que todos os marginais estavam bebendo no mesmo bar que a vítima teria frequentado naquela madrugada.

A partir de informações físicas dadas pela vítima, os policiais civis passaram a apresentar fotos do quadro de investigados no município, por crimes e atos infracionais análogos, tendo a vítima reconhecido, sem margem de dúvidas, Lucas Silva de Farias e Arthur Reginaldo Alves, vulgo” Primo de Alvin”.  Muito embora tenha sido dito pela vítima que não conseguiu reconhecer os outros dois, foi possível depreender-se, a partir dos interrogatórios, a participação de Lucas Silva de Farias.

Os delinquentes já são investigados por diversos crimes e atos infracionais graves neste município, dentre eles roubos majorados, organização criminosa, tráfico, associação ao tráfico, tortura e homicídios (tentados e consumados). Em desfavor de tais suspeitos, já houve meios excepcionais de investigação, que demonstraram cabalmente o envolvimento dos mesmos com os referidos crimes ou atos infracionais, e reforçam todos os elementos de convicção que corroboram com as prisões e apreensões em flagrante ontem decretadas.

Ademais, Igor , vulgo “Zoi de Bebo” foi flagrado na casa onde estavam a moto, os documentos da moto e as chaves da moto tomados da casa da vítima  e disse que fora Arthur quem chegou ali com aquela moto. Quando questionado acerca de onde estava a chave do veículo roubado, IGOR, que disse que estava na casa apenas para "pegar um dinheiro e lavar o rosto", afirmou, sem titubear, que tais chaves estariam em cima do telhado, o que espanca quaisquer dúvidas de que o suspeito teve envolvimento com o roubo ocorrido algumas horas antes.

ARTHUR alegou que a moto foi emprestada a ele pela vítima, muito embora vítima e suspeito sejam completos desconhecidos. ARTHUR também não deu qualquer explicação acerca dos diversos hematomas, cortes e arranhões no corpo da vítima.    

Pugnou a autoridade policial responsável não apenas pelo devido reconhecimento da legalidade do procedimento flagrancial, mas, sobretudo, pela determinação de segregação cautelar de todos os envolvidos, em razão dos abundantes motivos demonstrados.