AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

1ª VAQUEJADA PARQUE FERNANDO LUCENA

1ª VAQUEJADA PARQUE FERNANDO LUCENA

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

POLICIAIS DA 3ª DP DE CARUARU FORAM PRENDER UM JOVEM SUSPEITO DE HOMICÍDIO E O FLAGRARAM TRAFICANDO DROGA




Na tarde desta quarta-feira (19) os investigadores da 90ª Circunscrição Policiai (3ª Delegacia de Polícia de Caruaru), foi dar cumprimento a um Mandado de Prisão no bairro Vassoural, quando flagraram o alvo, Gustavo Cirilo dos Santos Costa, vulgo “Gustavo Atacadão” de 21 anos, repassando uma porção de cocaína para um indivíduo que conseguiu fugir. Os policiais prenderam o “Gustavo Atacadão” e ainda localizaram com ele mais três porções de cocaína e uma de maconha, além da importância de R$ 291,00.






“Gustavo Atacadão” é suspeito de ter tido participação na morte de
Anderson Bezerra de Souza, vulgo “Anderson Bomba”, que foi executado no dia 27 de setembro desse ano, no estacionamento do Centro de Ressocialização do Agreste – CRA, em Canhotinho. 

“Anderson Bomba” estava cumprindo pena por ter sido preso na “Operação Classe A” que prendeu vários jovens da alta sociedade de Caruaru que estavam comercializando cocaína. Um policial civil e um advogado estavam entre os presos na operação.


O delegado Dr. Thiago Henrique, disse que a sua equipe foi prender o “Gustavo Atacadão”, pois existe um Mandado de Prisão Temporária contra ele expedido pela Comarca de Canhotinho, mas devido a denúncias de que ele que mora em Ribeirão, vinha a Caruaru constantemente para trazer droga e por isso foi feita a campana que flagrou ele traficando e pelas evidências foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e será apresentado na audiência de custódia.



O rapaz também é suspeito de ter participado da troca de tiros na semana passada próximo a UPA Estadual, quando um outro elemento, José Jameson de Sales, vulgo “Jairzinho” de 28 anos, abandonou uma picape Strada branca roubada, após o Hospital Regional do Agreste, se envolveu numa nova troca de tiros e no carro e dentro de uma bolsa a Polícia Militar apreendeu 22 quilos de maconha. “Jairzinho” teve participação na morte do advogado, André Ambrósio Ribeiro Pessoa, de 46 anos, que foi morto no dia 12 de outubro no Loteamento Itamaraty.