AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

quarta-feira, 27 de março de 2019

HOMEM TEVE SURTO PSICÓTICO EM FRENTE AO TERMINAL RODOVIÁRIO DE CARUARU E MATOU UM AUTÔNOMO A GOLPES DE MULETAS




 
 

Um homem teve um surto psicótico por volta das 7 horas da manhã desta quarta-feira (27) e acabou cometendo um homicídio na faixa de pedestres na BR 104 em frente ao terminal rodoviário de Caruaru. A vítima, o autônomo Flávio Dias Araújo, que era conhecido por “Neguinho do CD” que tinha 36 anos e morava no acampamento dos Sem Terra, próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal em São Caetano e vivia comercializando acessórios de celulares no terminal rodoviário de Caruaru.

O assassino, Guariz Alves de Oliveira, de 53 anos, mora no bairro João Mota e usa uma perna mecânica. Ele alegou que matou a vítima por que o “Neguinho do CD” matou o seu filho na noite de ontem e matou para vingar a morte do filho, mas depois começou a falar coisas desconexas. Ele disse que já foi preso acusado de estuprar a própria irmã.

Segundo o motorista Valter que é testemunha ocular, o assassino estava muito estranho na manhã de hoje e em dado momento foi abordar a vítima no momento que atravessava a BR 104 pela faixa de pedestres, primeiro o assassino desferiu um tapa nas costas da vítima e em seguida desferiu vários golpes com uma das muletas e ceifou a vida da vítima ali mesmo, o Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado mas quando chegou no local a vítima já estava em óbito.

O comandante do Pelotão da PM de Cupira Sargento Hélio, que estava a paisana, estava indo ao 4º BPM e prendeu o assassino em flagrante e em seguida solicitou apoio e uma guarnição levou o assassino para a 20ª Delegacia de Homicídios, onde está sendo autuado em flagrante e será apresentado na audiência de custódia.

O Comissário Marcílio da 20ª Delegacia de Homicídios, informou que o imputado será autuado em flagrante por homicídio, mesmo visivelmente tendo sofrido um surto psicótico e só a justiça poderá detectar algum problema psiquiátrico através de perícias, mas na esfera policial será feito um ´procedimento normal.

Este foi o 11º homicídio do mês de março e o 43º do ano de 2019 e o corpo foi encaminhado para o IML local.