AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

1ª VAQUEJADA PARQUE FERNANDO LUCENA

1ª VAQUEJADA PARQUE FERNANDO LUCENA

quarta-feira, 13 de março de 2019

POLÍCIA PRENDEU OS DOIS ELEMENTOS QUE MATARAM SEGURANÇA EM BOATE NA RUA DA MÁ FAMA EM CARUARU






A Polícia Civil realizou uma coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (13), na sede da Dinter-1 em Caruaru, da qual participaram o delegado seccional da AIS 14 Dr. Bruno Vital, a delegada chefe da 3ª Divisão de Homicídios do Agreste Dra. Sérvula Walleska e o delegado chefe da 19ª Delegacia de Homicídios de Caruaru Dr. Anderson Liberato e o encontro teve o objetivo de trazer detalhes das investigações do homicídio do segurança Jean Carlos Pereira da Silva, de 34 anos, que foi morto quando estava trabalhando na portaria de uma boate na madrugada do sábado dia 2 de fevereiro desse ano na Rua da Má Fama.
Jonas.
Lucas da Silva.

Na última segunda-feira (11) foi deflagrada a segunda etapa da Operação Noturnos, que contou com a participação de policiais da equipe Malhas da Lei e da 19ª Delegacia de Homicídios, que localizaram e prenderam Jonas Félix Alves, de 23 anos e agora no início da tarde foi preso numa ação conjunta da 19ª e 20ª Delegacia de Homicídios, o outro acusado, Lucas da Silva, de 18 anos, que foi conduzido a delegacia, onde prestou depoimento. Ele já foi apreendido quando adolescente por tráfico de drogas.

O delegado Dr. Anderson Liberato, informou que os dois assassinos foram a boate por volta das 10 e meia da noite e por volta das 3 e meia da manhã saíram da casa, quando o Lucas percebeu que haviam furtado o seu celular, tentou entrar no estabelecimento e foi impedido pelo segurança Jean Carlos e diante da negativa foram em casa, se armaram com um revólver e retornaram ao local, o Jonas ficou a uma certa distância e o Lucas efetuou cerca de seis disparos contra o segurança e em seguida se evadiram em um veículo guiado pelo comparsa Jonas. Os dois acusados negaram participação no crime, porém a autoridade policial não tem dúvidas da autoria, inclusive a justiça expediu as prisões preventivas de ambos que já estão na Penitenciária Juiz Plácido de Souza.

O jovem, Aldemir Soares de Oliveira, de 30 anos, foi apontado nas redes sociais como o executor do crime, as suas fotografias viralizaram nos grupos de Whatsapp e diante das imagens dele quando saiu da boate pouco tempo antes do assassinato que coincidentemente usava roupas iguais as de um dos assassinos, foi solicitada a sua prisão temporária e um dia depois do crime se apresentou na delegacia e foi recolhido e desde então jurava inocência. Como a sua prisão foi temporária o delegado entrou com um pedido de revogação da prisão e o rapaz foi libertado uma semana depois. O Aldemir disse que agora sim a sua vida voltará ao normal e que é contra a violência.

O advogado do Aldemir, Dr. Jackson Victor, disse que o tempo todo acreditou na inocência do seu cliente que é um rapaz trabalhador e que era questão de honra provar a sua inocência. Ele afirmou que agora sim ficou com a sensação do dever cumprido.