AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

quarta-feira, 15 de maio de 2019

“POLÍCIA FEDERAL PROCEDE A AUTUAÇÃO EM FLAGRANTE DE DOIS SUSPEITOS, TRANSPORTANDO CERCA DE MEIO QUILO DE COCAÍNA”





A Polícia Federal em Pernambuco procedeu a autuação em flagrante de dois suspeitos presos, no dia 09/05/2019, por volta das 21h – identificados como: WAGNER FEITOSA DE AZEVEDO, 36 anos, vulgo “Bam Bam”, topógrafo, casado, natural de Recife/PE e residente em Jaboatão dos Guararapes/PE (possui antecedentes criminais já foi preso por homicídio e depois inocentado no Tribunal do Júri de Jaboatão/PE) e ELVIS RODRIGUES DE LIMA, 45 anos, taxista, divorciado, natural de Recife/PE e residente em Jaboatão dos Guararapes/PE (não possui antecedentes criminais).

As prisões aconteceram através de investigações de rotina realizada pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes-DRE dando conta do envolvimento de um taxista com o tráfico de drogas e que no seu veículo estaria escondido uma certa quantidade de material entorpecente, o qual que seria distribuído para ser vendido em pontos de venda da região metropolitana do Recife/PE.

De posse dessas informações foi montada uma ação policial com vista a identificar o veículo, proceder uma abordagem e verificar a veracidade dos fatos apontados na investigação. A ação teve seu desfecho final quando os federais após várias diligências nas localidades conseguiram identificar por volta das 21h, o veículo taxi de placas OYY 2416-Recife/PE nas imediações da estrada de Mumbeca no bairro de Guabiraba-Recife/PE onde foi de pronto abordado pela equipe de policiais. Ao ser feita uma vistoria minuciosa no interior do taxi foi encontrado cerca de 500g (quinhentos gramas-meio quilo de cocaína) no porta-luvas do carro. Os ocupantes ao serem indagados de quem seria a droga ficaram imputando um ao outro a propriedade do entorpecente.

Terminado os trabalhos policiais e tendo sido a droga encontrada os dois suspeitos, receberam voz de prisão em flagrante, foram informados dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida foram levados para a Superintendência da Polícia Federal no Cais do Apolo, para as formalidades legais de Polícia Judiciária, tendo sido autuados em flagrante pela prática contida nos artigos 33 da Lei 11.343/2006 (tráfico de entorpecentes) e, caso venham a ser condenados poderão pegar penas que variam de 5 a 15 anos de reclusão). Após a autuação, os presos realizaram exame de corpo de delito no IML-Instituto de Medicina Legal e foram enviados para a audiência de custódia, onde apenas o taxista foi liberado e o topógrafo teve sua prisão preventiva confirmada e foi encaminhado para o COTEL-Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna onde ficará à disposição da Justiça Estadual. Além da droga, também foram apreendidos o veículo táxi e 02(dois) aparelhos celulares.

Em seus interrogatórios o topógrafo afirmou que a droga pertence ao taxista e que estava no veículo apenas para receber um dinheiro de uma dívida e que viu quando ele parou o táxi num posto de gasolina em Carpina e lhe entregou um pacote para que fosse colocado no porta luvas. Já o taxista disse que o topógrafo lhe contratou para uma corrida até Carpina e lá um motoqueiro entregou a droga para ele, tendo colocado o material no porta luvas.