AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

GBest SPORT

1ª VAQUEJADA PARQUE FERNANDO LUCENA

1ª VAQUEJADA PARQUE FERNANDO LUCENA

segunda-feira, 3 de junho de 2019

COLUNA DO DELEGADO LESSA




Contra a corrupção e o crime organizado

Em uma nova fase da Operação Mar Aberto, ocorrida na semana passada, a Polícia Civil apreendeu bens de empresários envolvidos em um esquema de corrupção.  A movimentação do grupo foi de R$ 300 milhões em cinco anos. Durante a operação, a Polícia Civil apreendeu o maior iate do Nordeste. Com 115 pés, a embarcação é avaliada em aproximadamente R$ 15 milhões. Além do iate, seis carros de colecionadores, uma Ferrari original (que estava sendo desmontada) e dois helicópteros foram apreendidos pela polícia. O trabalho contou com a atuação de 50 policiais civis de Pernambuco, entre delegados, agentes e escrivães, uma equipe da Policia Civil do Estado de São Paulo e uma da Polícia Civil do Estado da Paraíba, além de equipes da coordenação de apoio formada por auditores da Secretaria da Fazenda (Sefaz), Bombeiros e pilotos do GTA.

O caso é emblemático e serve de alerta para quem quiser cometer crimes no estado de Pernambuco. Melhor estruturada após a criação do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Draco), a Polícia Civil consegue atuar de forma mais efetiva no combate às organizações criminosas e aos atos contrafação. Exemplo disso está no aumento da quantidade de Operações de Repressão qualificada (ORQs). Entre janeiro e maio deste ano, já houve 45 ORQs. No mesmo período do ano passado, foram deflagrados 20 procedimentos desta natureza.

A forma de trabalho do Draco está de acordo com a lei nacional 12.850, de 02 de agosto de 2013, que define organização criminosa, bem como dispõe sobre a investigação criminal, além dos meios de obtenção da prova, infrações penais correlatas e ainda o procedimento criminal a ser aplicado. O modelo implementado em Pernambuco é da mesma qualidade do empregado pelas polícias de estados como Rio Grande do Sul, Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro e o Distrito Federal, além da Polícia Federal.

Vamos ressaltar as conquistas e enfrentar os desafios que ainda existem, atuando com inteligência, oferecendo condições aos profissionais e gerando bons resultados para a sociedade. Essa é a Polícia Civil pela qual nós sempre lutamos, contra a corrupção e o crime organizado.