AUTO VIP

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

GBest SPORT

1ª VAQUEJADA PARQUE FERNANDO LUCENA

1ª VAQUEJADA PARQUE FERNANDO LUCENA

sexta-feira, 2 de agosto de 2019

ASSASSINOS CONFESSOS DO MENINO LUCAS VINHAM PRATICANDO ESTUPROS E ROUBOS NA LOCALIDADE




A 22ª Delegacia de Homicídios de Garanhuns prendeu na tarde desta quinta-feira (1), o Luciano de Jesus, 40 anos, e Lucas da Silva, de 18, padrasto e enteado, ambos moradores do bairro do Indiano em Garanhuns, sendo eles apontado pela Polícia Civil como os principais responsáveis pelo assassinato do menino Lucas, encontrado em estado de decomposição num matagal próximo a sua casa, no bairro da Massaranduba.

Os criminosos vinham praticando uma série de crimes na área da Maçaranduba como estupros, roubos e assassinato. A motivação da morte da criança ainda é investigada pela polícia, tendo em vista que Lucas da Silva informou que sua participação no crime foi em apenas vigiar o local enquanto seu padrasto matava o menino no meio do matagal com uma faca, inclusive a mesma que foi apreendida hoje pela polícia.

A dupla acompanhou a criança quando ela passou em frente a um bar, local onde eles estavam bebendo. Lucas também informou para à polícia que seu padrasto já havia tentado estuprar sua irmã, mas foi impedido pelo fato de ter sido flagrado. A menina já estava amarrada com arames quando foi encontrada, mas o caso não foi comunicado à polícia.

Luciano praticava estupros e roubos em companhia de Lucas que era ameaçado de morte caso contasse alguma coisa para alguém. Nesta quinta-feira pela manhã eles saíram mais uma vez para realizarem crimes como o estupro de uma mulher nas imediações da antiga casa de show Arena Hal, em Garanhuns, o local foi cercado por populares que ouviram a mulher pedir socorro e eles foram presos. Consequentemente, a Delegacia de Homicídio que já investigava a morte de Lucas passou a indagar sobre o assassinato da criança, fato que foi confirmado por um deles.

Os suspeitos serão encaminhados para audiência de custódia pelo crime de estupro investigado pela Delegacia da Mulher. Consequentemente a Polícia Civil deve pedir a prisão deles pelo assassinato do menino Lucas.