AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

LOTEAMENTO NOVO HORIZONTE

LOTEAMENTO NOVO HORIZONTE

segunda-feira, 5 de outubro de 2020

AÇÃO CONJUNTA DA POLÍCIA FEDERAL, RECEITA FEDERAL, CORREIOS E SECRETARIA DA FAZENDA/PE COÍBE O TRÁFEGO DE ILÍCITOS NO FLUXO POSTAL

 

A Polícia Federal em ação conjunta com a Receita Federal, Correios e Secretaria da Fazenda, vem promovendo ações de repressão qualificada em diversas centrais de distribuição dos Correios com o objetivo de coibir o tráfego e tráfico de substâncias entorpecentes e diversos materiais ilícitos utilizando para isso o fluxo postal. Tais ações coordenadas pela Polícia Federal e Receita Federal tem se utilizado de cães farejadores para identificar substâncias ilícitas como também outras modalidades criminosas que tentar burlar a fiscalização para escoar mercadorias e objetos produtos de crime entre os estados da federação e até do exterior, No contexto da pandemia da COVID-19 e necessidade de isolamento social, a tentativa de envio de entorpecentes via postal e redes sociais tem sido uma das formas encontradas pelos grupos criminosos para manter o mercado ilegal de venda e consumo de drogas.

 






1º CASO: Entre essas ações conjuntas foi identificado e apreendidos no último dia 30/09 pela Polícia Federal e área de segurança dos correios, através do cão farejador e aparelho raios x, cerca 400 (quatrocentos) comprimidos de ecstasy que estavam escondidos em duas pequenas caixas de som, cuja postagem foi feita numa agência do Guarujá/SP com destino final para o Janga-Paulista/PE.  Os federais acompanharam a entrega ao destinatário, até a residência de um suspeito de 22 anos, natural de Olinda/PE, porém quem se encontrava no endereço do destinatário era seu tio, cujo sobrinho ao ser localizado e preso em Maranguape-Paulista/PE, confessou que havia utilizado o endereço dele para receber o material entorpecente. Ao ser preso o suspeito confessou que receberia R$ 200 reais pelo serviço de recebimento da droga sintética e que deveria entregar para uma outra pessoa, porém não deu maiores detalhes de quem seria essa pessoa e nem de quem o havia aliciado.  Investigações da Polícia Federal apontam que essa droga é de um presidiário que está cumprindo pena por tráfico de drogas sintéticas e que tais comprimidos seriam vendidos e distribuídos em festas raves da região metropolitana do Recife/PE.

Terminado os trabalhos investigativos e tendo sido constatado a existência da ilicitude, o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante, foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais e em seguida conduzido para a Superintendência da Polícia Federal, no Cais do Apolo, onde acabou sendo *autuado em flagrante pelo crime contido no artigo  no Artigo 33 e 35 da Lei nº 11.343/06  (tráfico interestadual de entorpecentes e associação) e caso sejam condenado poderá pegar penas que variam de 3 a 25 anos de reclusão, além de multa. Após a autuação, o preso realizou Exame de Corpo de Delito no IML - Instituto de Medicina Legal, foi encaminhado para a audiência de custódia, onde foi confirmada sua prisão preventiva. , sendo levado em seguida para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna onde ficará à disposição da Justiça Estadual.

 










2º CASO: Já no dia 01/10 foi identificado e apreendidos pela Receita Federal e área de segurança dos correios, através do cão farejador e aparelho raios x, cerca de 215 caixas de anabolizantes (Testoland Depot, King Testoviron, King Sustan, Nandrolana Fenilpropionato, Trembolona Acetato, Enantato de Testosterona),160 (cento e sessenta) comprimidos de ecstasy que foram despachados via sedex e cuja postagem foi feita numa agência de Natal/RN com destino final para a Várzea-Recife/PE.  Todo o material foi entregue na sede da Polícia Federal que ficará encarregada das investigações como também do possível remetente e destinatário.