AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

quarta-feira, 11 de novembro de 2020

SUSPEITO DE TROCOU TIROS COM A PRF, RECEBE ALTA DE HOSPITAL É AUTUADO PELA POLÍCIA FEDERAL E JÁ ESTÁ NO COTEL.

 



RELEMBRE O CASO

No dia 03/11 – por volta das 10h, um suspeito dirigindo um veículo roubado (Volkswagen Fox) tentou fugir de uma blitz da PRF no Km 69 da BR-101, no Curado, zona oeste do Recife/PE, na fuga veio a bater num outro veículo e depois num poste, já perto de Recife/PE, Logo após o acidente, o motorista, desceu do carro e começou a atirar nas equipes da PRF que estavam fazendo a blitz, houve o revide por parte dos policiais, vindo ele a ficar baleado na mão, sendo logo em seguida detido e levado para o Hospital Otávio de Freitas, a fim de passar por atendimento médico. A arma foi apreendida (revólver calibre 38) com 5 munições, sendo uma deflagrada. O veículo havia sido roubado em Caruaru no dia 31/11. Também foram aprendidos um aparelho celular e a quantia de R$ 4.880

O preso, de  54 anos, natural de Recife/PE e residente em Casa Amarela (possui antecedentes criminais – já foi preso por furto. há cerca de 15 anos) ficou no hospital custodiado por policiais no dia 03/11 vindo receber alta médica no dia 09/11, sendo levado para a Polícia Federal onde foi autuado em flagrante pelo crime de porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, tentativa de homicídio com emprego de arma de fogo e desobediência e caso seja condenado poderá pegar penas que  variam de 4 a 25 anos de reclusão. Em seguida o preso foi levado para o COTEL- onde ficará à disposição da Justiça Federal.

Em seu interrogatório o preso informou que é proprietário de uma loja de confecções em Nova Descoberta e devido a pandemia ter prejudicado seus negócios foi até a feira da Sulanca em Caruaru e lá resolveu tomar um veículo de assalto. O veículo serviria para fazer entrega de mercadorias porque teve que vender o seu carro devido a ter tido muitos prejuízos nesse período. Disse ainda que comprou o revólver na feira do troca em Cavaleiro. Por fim disse que estava arrependido e que não tinha intenção de provocar tantos tumultos e que tudo aconteceu devido a estar passando por problemas financeiros e psicológicos.