PREFEITURA DE CARUARU

PREFEITURA DE CARUARU

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

COLUNA DO DELEGADO LESSA

 


Tragédias em família

Na véspera do Natal, a juíza Viviane Vieira, 45, foi morta a facadas pelo ex-marido, Paulo José, 52, na frente das três filhas. O desespero das meninas não foi suficiente para conter a atrocidade. Há dois meses, a magistrada havia dispensado a escolta que lhe era oferecida pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, atendendo ao pedido de uma pessoa da família, segundo informações veiculadas na imprensa.

A destruição dos laços familiares também ocorre na nossa região. No dia 25, uma idosa foi assassinada pelo companheiro, no Loteamento Vilela, município de Lajedo. Em uma discussão, ela teria desferido golpes de faca no companheiro, que reagiu e a matou.

Na madrugada do sábado (26), um homem de 29 anos foi assassinado no bairro José Liberato, em Caruaru. Ele teria agredido a esposa e, quando o sogro soube do fato, matou-o com golpes de faca peixeira.

Lamentavelmente, casos assim se multiplicam. Estudos do Fórum Brasileiro de Segurança Pública apontam que, a cada dois minutos, há um caso de violência doméstica no Brasil, resultando em 266.310 registros de lesão corporal dolosa em 2019. Mulheres, crianças, adolescentes, idosos e pessoas com deficiência são as principais vítimas.

Não podemos aceitar a violência intrafamiliar, seja ela física ou psicológica, provocada por pessoas com laços sanguíneos ou por afinidade. O Estado e a sociedade devem exercer seus papéis, garantindo segurança às vítimas e combatendo esse tipo de violência. A família precisa promover paz e segurança.