PREFEITURA DE CARUARU

PREFEITURA DE CARUARU

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

terça-feira, 22 de dezembro de 2020

GOE/DRACCO DEFLAGROU OPERAÇÃO PARA PRENDER ENVOLVIDOS NUM SEQUESTRO DE GERENTE BANCÁRIO E DA ESPOSA DELE EM CARUARU

 




A Secretaria de Defesa Social em mais uma ação de segurança dentro do programa Pacto Pela Vida, deflagrou na manhã da última sexta-feira (18), a 70ª Operação de Repressão Qualificada (ORQ), denominada OPERAÇÃO TESOUREIRO, supervisionada pela Chefia de Polícia Civil, vinculada à Diretoria Integrada Especializada (DIRESP) e sob a Presidência do Delegado de Polícia Paulo José Berenguer de Barros, titular do GOE/DRACCO.

As investigações foram iniciadas em Fevereiro de 2018 e tiveram suporte e assessoramento da DINTEL/CIIDS.

Na execução da operação, participaram 25 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães e na ocasião foram cumpridos 05 Mandados de Prisão expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Caruaru.

De acordo com a Polícia Civil, trata-se de investigação de extorsão mediante sequestro do gerente de uma das agências do Banco Bradesco de Caruaru e de sua esposa, fato ocorrido no dia 07.02.2018 ao dia 08.02.2018, quando o tesoureiro foi abordado em sua residência às 19.00 horas do dia 07.02.2018 e foi levado ao cativeiro juntamente com a sua esposa.

Na oportunidade após terem pernoitado no cativeiro também localizado na cidade de Caruaru, o gerente foi liberado e compelido a abrir o cofre da instituição financeira e retirar o valor de R$ 350.000,00 (trezentos e cinquenta mil reais), como contrapartida para a libertação da sua esposa.

Ao tomar conhecimento do fato, a segurança da empresa acionou o Grupo de Operações Especiais que deu início a um processo de negociação e gerenciamento de crises com os sequestradores e a vítima foi libertada no fim da tarde do dia 08.02.2018, sem o pagamento do resgate.

Assim, as investigações tiveram continuidade e foi concluída com o indiciamento de 06 (seis) investigados. Os mandados de prisões preventivas foram expedidos pela 1ª Vara Criminal de Caruaru, pelo Juiz Dr. Eliziongerber de Freitas, nos autos do processo Criminal, 05 (cinco) mandados de prisões foram cumpridos.

Os envolvidos deverão responder pelos crimes de organização criminosa, extorsão mediante sequestro e comércio ilegal de arma de fogo e se condenados deverão pegar penas de 14 a 35 anos de prisão.