PREFEITURA DE CARUARU

PREFEITURA DE CARUARU

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

sexta-feira, 9 de abril de 2021

COLUNA OPINIÃO DE MULHER COM A ENFERMEIRA E PROFESSORA UNIVERSITÁRIA NAYARA SOUSA

 


QUEM OUVIRÁ O GRITO DOS INOCENTES?

 O caso do menino Henry chocou o Brasil nesses últimos dias por tamanha violência.  O padrasto Jairinho e Monique, a mãe da criança, são suspeitos de cometer homicídio duplamente qualificado com emprego de tortura e sem capacidade de defesa da vítima.

Nessa última quinta-feira, o casal foi preso temporariamente. A suspeita da autoria do crime foi fortificada após a polícia verificar mensagens trocadas entre a babá da criança, a mãe e o padrasto, onde foi confirmando que Henry sofria violência e tortura por parte de Jairinho há um certo tempo.

As imagens e textos coletados nos celulares são de causar perplexidade por tamanha crueldade e inercia por parte da mãe da criança, em saber do que ocorria e não proteger seu filho do agressor.

Garantir a proteção das crianças é um grande desafio em nossa sociedade. A família deveria ser a base para que vulneráveis estivessem protegidos de toda e qualquer situação de violência. Porém, muitas das situações de agressões e abusos acontecem dentro do seio familiar, por parte de quem deveria fornecer segurança plena. Quem ouvirá a grito dos inocentes? Pequeninos, frágeis e muitas vezes sem ter a quem recorrer.

O que nos doe imensamente é saber que muitas passam por isso. E nos doe mais ainda, é ver que em várias situações, mães são coniventes ao contexto de violência. Henry representa a dor de muitos, que vivem apavorados! Infelizmente a culminação desse caso foi a morte de alguém que teve sua vida interrompida pela crueldade.

Nenhum relacionamento é mais valioso que o elo de amor e respeito por todas as partes. Não aceite nunca que ninguém maltrate seus filhos, que maltrate você. A violência é um ciclo crescente, que muitas vezes inicia com ofensas discretas e aparentemente inofensivas. Peça ajuda! Não deixe chegar em uma situação tão grave como essa citada no texto.

Essa foi a minha Opinião de Mulher de hoje. Me acompanhe no Instagram @nayara_gsousa.