PREFEITURA DE CARUARU

PREFEITURA DE CARUARU

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

quinta-feira, 1 de julho de 2021

“POLÍCIA FEDERAL REALIZA ERRADICAÇÃO DE 554 MIL PÉS DE MACONHA E EVITA A PRODUÇÃO DE 185 TONELADAS DA DROGA DENTRO DA OPERAÇÃO FUSARIUM III”

 









A Polícia Federal através de sua Delegacia em Salgueiro/PE vem promovendo ações de identificação e consequente erradicação de plantios de maconha no sertão pernambucano. Tais medidas fazem parte das estratégias adotadas pela Coordenação-Geral de Prevenção e Repressão a Entorpecentes-CGPRE, Órgão Central da Polícia Federal em Brasília/DF, com o objetivo de reduzir a produção e oferta de maconha no sertão Pernambucano. Desta vez foi concluída a terceira grande operação de erradicação e destruição dos plantios de maconha no Sertão Pernambucano compreendidos entre os dias 21 a 30 de junho (10 dias) onde conseguiu-se erradicar e destruir cerca de 554 mil pés de maconha, 114 plantios, 238 mil mudas da planta e apreensão de 114Kg de maconha pronta para o consumo.

A Operação Fusarium III, contou com apoio o apoio operacional de duas aeronaves da CAOP-Coordenação de Aviação Operacional da Polícia Federal/DF. Os policiais trabalharam com atuações em três frentes: equipes terrestre, aérea e fluvial. Participaram da operação: Exército Brasileiro, Policiais Militares/PE, Policiais Civis/PE, Bombeiros/PE e integrantes da Secretaria Executiva de Ressocialização/PE.  Os plantios foram localizados através de levantamentos feitos pela Polícia Federal em algumas ilhas dos Rio São Francisco e na Região de Orocó/PE, Cabrobó/PE, Belém do São Francisco/PE e Santa Maria da Boa Vista/PE, bem como em áreas de caatinga em Salgueiro/PE, Carnaubeira da Penha/PE, Serra Talhada/PE, Betânia/PE, Parnamirim/PE, Ibó/PE e Floresta/PE.

CASO OS 554 MIL PÉS DE MACONHA FOSSEM COLHIDOS, PRENSADOS E COLOCADOS NO MERCADO CONSUMIDOR DARIA PARA SE FAZER 185 TONELADAS DA DROGA.

Assim com essas operações consecutivas, a Polícia Federal contribui significativamente para o desabastecimento dos pontos de venda de droga em nosso estado como também em outros estados da região nordeste, evitando assim a escalada dos crimes violentos letais e patrimoniais intencionais, tais como: roubos, furtos, homicídios, latrocínios etc. Destaca-se ainda que estes são os principais delitos relacionados ao tráfico de entorpecentes, cuja atuação prematura das forças de segurança na repressão ao cultivo ilícito de maconha repercute positivamente no bem-estar da sociedade.