PREFEITURA DE CARUARU

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

COLUNA OPINIÃO DE MULHER COM A ENFERMEIRA E PROFESSORA UNIVERSITÁRIA NAYARA SOUSA

 


 

DIMINUIÇÃO NA OCUPAÇÃO DE LEITOS DE UTI POR COVID-19

 

Após intensos meses de aumento nos internamentos por Covid-19 em Unidades de Terapias Intensivas em todo o Brasil, os dados apontam tendência de queda. Conforme a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), “o indicador continua apresentando sinais de queda ou estabilização no país”. Os dados obtidos em 20 de setembro, indicam que nenhum estado está na zona crítica, com taxa superior a 80%.

Para os pesquisadores do Observatório, responsáveis pelo Boletim, o Espírito Santo e o Distrito Federal estão na zona de alerta intermediário, com taxas, respectivamente, de 65% e 66%, enquanto os outros estados estão fora da zona de alerta. “A redução paulatina de leitos continua sendo observada, e, na última semana, foram registradas quedas nos leitos de UTI Covid-19 para adultos no Sistema Único de Saúde (SUS) no Amazonas, Pará, Tocantins, Maranhão, Pernambuco, Sergipe, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Distrito federal”, relataram.

A intensificação da vacinação em território nacional já nos aponta resultados animadores. Embora possamos observar essa diminuição, é importante destacar que os cuidados precisam continuar. A Covid-19 ainda manterá suas consequências a médio e a longo prazo, onde irá necessitar de toda uma reestruturação do sistema de saúde para atender uma demanda absurda de pacientes sequelados e ainda daqueles que adoecerão. Precisamos destacar também que haveremos de conviver com a covid-19 como uma doença endêmica por muito tempo.

Mas, diante da fase aguda que vivenciamos, poder ter uma diminuição tão significativa nos casos graves é renovador e nos enche de esperança novamente.

Essa foi o minha Opinião de Mulher de hoje. Me acompanhe através do Instagram @nayara_gsousa.