PREFEITURA DE CARUARU

PREFEITURA DE CARUARU

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

sexta-feira, 3 de setembro de 2021

DELEGADO BRUNO MACHADO FALOU DAS INVESTIGAÇÕES DO ASSASSINATO DO FILHO DO VEREADOR VAL DE CACHOEIRA SECA

 


A 3º Divisão de Homicídios do Agreste, reuniu a imprensa no final da manhã desta sexta-feira (03), no auditório da Dinter-1, para falar das investigações do assassinato do jovem, Halan Garcia Bezerra, de 28 anos, que foi assassinado dentro de um restaurante, na noite do dia 27 de novembro de 2017, as margens da via local da BR 104, no bairro Mauricio de Nassau em Caruaru. Halan era filho do Vereador Val de Cachoeira Seca.


Na última segunda-feira (30) foi preso ao desembarcar no Aeroporto do Recife, José Fernando da Silva Junior, vulgo “Fernandinho” de 36 anos, que é apontado como o mandante do crime. Ele tinha acabado de chegar de Foz do Iguaçu, no Paraná e havia contra ele um Mandado de Prisão em aberto, por ter fugido do Centro de Ressocialização do Agreste, em Canhotinho. Ele estava preso por ter cometido em São Paulo, crimes de Receptação e Descaminho. Ele estava usando documento adulterado no desembarque e foi autuado em flagrante por Falsidade Ideológica e está preso no Cotel em Abreu e Lima.


O Presidente do Inquérito Dr. Bruno Machado, que é o chefe da 19ª Delegacia de Homicídios de Caruaru, informou que a vítima havia emprestado uma certa quantia em dinheiro ao acusado e que uma semana antes de ser assassinado foi a casa do acusado, num condomínio de luxo, onde o cobrou, inclusive usando palavras ríspidas, nisso o acusado com o seu orgulho ferido contratou três pistoleiros que mataram o jovem, que dois desses executores foram presos no mês de março do ano passado e com eles foram apreendidas armas de fogo, que foram submetidas a exames balísticos e que foi constatado que essas armas foram utilizadas no cometimento do crime.

Porém o terceiro executor ainda não foi identificado e o delegado espera que quem souber quem é esse assassino que repasse as informações para o Disque-Denúncia Agreste (81) 3719-4545 ou para o Whatsapp-Denuncia da Divisão de Homicídios 9 9488-7042 e em qualquer um dos canais terá a garantia de anonimato.