PREFEITURA DE CARUARU

AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

segunda-feira, 15 de novembro de 2021

COLUNA DO DELEGADO LESSA

 


A Proclamação da República e a missão de cada um

Mais do que um feriado, o Dia da Proclamação da República requer profundas reflexões, que vão de aspectos históricos até os dias de hoje. Todos sabemos que no dia 15 de novembro de 1889 o marechal Deodoro da Fonseca, acompanhado de uma tropa de aproximadamente mil militares, marchou ao Ministério da Guerra e, sem resistência, destituiu o imperador Dom Pedro II. Naquela mesma data, a República foi declarada proclamada pela Câmara do Rio de Janeiro.

Era um período de mudanças sociais, econômicas e políticas. A monarquia estava abalada e se fazia necessária uma nova organização nacional. Princípios positivistas, como “ordem e progresso” foram difundidos e os movimentos republicanos se fortaleceram.

Entretanto, rever essas páginas da história também nos faz encarar uma realidade: a população estava distante dos acontecimentos. Os protagonistas foram, basicamente, setores da elite nacional, especialmente do Centro-Sul. O historiador Aristides Lobo afirma que o povo “assistiu àquilo […] atônito, surpreso, sem conhecer o que significava”.

Hoje, 132 anos depois do início da República, ainda há muito a se pensar sobre o país que temos e o que queremos. Impunidade, corrupção, injustiça e desarticulação social ainda são características presentes em vários capítulos da nossa história. Cabe a cada um de nós, diariamente, semear as mudanças necessárias para que possamos, juntos, construir um Brasil melhor para nós e nossos filhos.