PREFEITURA DE CARUARU

AUTO VIP

ECO MEMORIAL

ECO MEMORIAL

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

segunda-feira, 4 de abril de 2022

COLUNA DO DELEGADO LESSA

 


Paixão de Cristo 2022: impactos culturais, turísticos e econômicos

Começou a contagem regressiva para a temporada 2022 da Paixão de Cristo de Nova Jerusalém. Após dois anos de paralisação devido à pandemia, o tradicional espetáculo estará de volta nos dias 9 a 16 de abril, apresentando a história do sofrimento, morte e ressurreição do Senhor Jesus de forma envolvente e emocionante. Além dos aspectos religiosos e culturais, a peça também transforma o cenário econômico do Agreste pernambucano.

Na produção do espetáculo, são gerados mais de 3 mil empregos diretos e 8 mil indiretos. A expectativa de público ultrapassa a ordem de 80 mil pessoas. Essa movimentação representa um 'novo fôlego' para os recursos produtivos da região. Em Brejo da Madre de Deus, por exemplo, o perfil econômico vocacionado para o comércio e a agropecuária recebe um 'plus' turístico.

A rede hoteleira serve de termômetro para essa transformação. Historicamente, a taxa de ocupação alcança 100% em Brejo da Madre de Deus. Esse aquecimento irradia em municípios como Bezerros, Gravatá e Caruaru. Neste ano, a expectativa é atingir marcas semelhantes às dos anos anteriores. A depender do empenho do presidente da Sociedade Teatral da Fazenda Nova, Robinho Pacheco, e de sua equipe, certamente os resultados serão alcançados.

A partir dessa retomada turística com o mega evento da Paixão de Cristo, esperamos um incremento estratégico no setor. Para além da sazonalidade da Semana Santa, é possível fortalecer outros segmentos turísticos, inclusive o ecológico, com um caráter perene. A mensagem de renovação e esperança do espetáculo será revestida de um significado cultural, turístico e econômico no Agreste.