AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

quinta-feira, 8 de setembro de 2022

“POLÍCIA FEDERAL ATRAVÉS DE SUA DELEGACIA EM SALGUEIRO - REALIZA ERRADICAÇÃO DE 256 MIL PÉS DE MACONHA E EVITA A PRODUÇÃO DE 85 TONELADAS DA DROGA, POR MEIO DA “OPERAÇÃO PHASEOLI IV”

 








A Polícia Federal através de sua Delegacia em Salgueiro/PE vem promovendo ações de identificação e consequente erradicação de plantios de maconha no sertão pernambucano. Tais medidas fazem parte das estratégias adotadas pela Coordenação-Geral de Repressão a Drogas, Armas, Crimes Contra o Patrimônio, e Facções Criminosas-CGPRE, Órgão Central da Polícia Federal em Brasília/DF e Superintendência Regional em Pernambuco, com o objetivo de reduzir a produção e oferta de maconha no sertão Pernambucano. Essa operação também fez parte da Operação Cangalha 2022, promovida pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública-SEOPI/MJSP.

Desta vez foi concluída a Operação Phaseoli IV de erradicação e destruição dos plantios de maconha no Sertão Pernambucano no ano de 2022 que compreendeu os dias 14 de julho a 05 de setembro em 3 fases (levantamento, percussora e deflagração da operação), onde conseguiu-se erradicar e destruir cerca de 256 mil pés de maconha e destruição de 51 mil mudas que estavam em 89 plantios e apreender 176 quilos de maconha já pronta para o consumo. Os plantios foram localizados através de levantamentos feitos pela Polícia Federal em algumas ilhas dos Rio São Francisco, na Região de Orocó/PE, Salgueiro/PE, Cabrobó/PE, Belém do São Francisco/PE, Betânia/PE, Flores/PE, Carnaubeira da Penha/PE e Parnamirim/PE.

A ação contou com a participação de policiais federais, civis, penais e bombeiros. Os policiais trabalharam com incursões terrestres e fluviais, com o emprego de botes infláveis e duas aeronaves sendo uma do Batalhão de Aviação Operacional-BAVOP/PM/DF e outra da Diretoria do Centro Integrado de Operações Aéreas-CIOPAER/SDS/CE.

No dia 03/09/2022 foram presas 02 (duas) pessoas que estavam cultivando uma roça com cerca de 39 mil pés de maconha, num pequeno povoado de Belém de São Francisco/PE. Eles foram autuados por tráfico de drogas, cujas penas variam de 5 a 15 anos de reclusão. Os dois foram encaminhados para o Presídio de Salgueiro, após a audiência de custódia.

O ciclo produtivo da cannabis é acompanhado de perto por policiais federais e quando vai se aproximando o período da colheita novas ações são realizadas coibindo assim a secagem e a consequente introdução no mercado consumidor (pontos de vendas de drogas). As constantes operações policiais de erradicação de maconha no sertão de Pernambuco, não tem dado tempo ao traficante daquela região em produzir a droga em seu pleno desenvolvimento, o que tem levado a importação da droga do Paraguai. Isto também está demonstrado pelo aumento das apreensões feitas pela Polícia Federal de maconha vinda daquele país vizinho.

CASO OS 256 MIL PÉS DE MACONHA FOSSEM COLHIDOS, PRENSADOS E COLOCADOS NO MERCADO CONSUMIDOR DARIA PARA SE PRODUZIR 85 TONELADAS DE MACONHA! Assim com essas operações consecutivas, a Polícia Federal contribui significativamente para o desabastecimento dos pontos de venda de droga em nosso estado como também em outros estados da região nordeste, evitando assim a escalada da violência tais como: roubos, furtos, homicídios, latrocínios, guerra pelo domínio dos territórios de drogas dentre outros crimes violentos, geralmente essas ocorrências giram em torno do tráfico de drogas. Cada ponto de venda de droga desabastecido, significa um foco a menos de violência.

PHASEOLI é o nome de um fungo de destrói as plantações.