AUTO VIP

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

segunda-feira, 19 de dezembro de 2022

COLOMBIANO INTEGRANTE DO CARTEL DE CALI VOLTA AO BRASIL PARA CUMPRIR PENA EM PERNAMBUCO

 


O colombiano é apontado nas investigações da Polícia Federal como um grande fornecedor estrangeiro de drogas devido à sua interligação com outros países (Paraguai, Colômbia e Bolívia), contato com outros traficantes internacionais e por fazer parte do 1º escalão do Cartel de Cali/Colômbia. Ele foi preso na cidade de Sirinhaém/PE em 13/05/2015 num sítio onde servia para depósito da droga que era trazida de outros países, quando foi iniciada a operação para cumprimento de 07 mandados de prisão e 03 de busca e apreensão. Além de abastecimento de cocaína em Pernambuco e vários estados do nordeste ele também era responsável pela logística, determinando o frete do transporte da droga, rota de viagem e de entrega da droga.

A Polícia Federal em Pernambuco através de sua Representação Regional da Interpol procedeu na última sexta-feira, dia 16.12.2022, por volta das 12h, o recebimento através de extradição ativa de um estrangeiro colombiano de 42 anos, natural de Bogotá/Colômbia e na época dos fatos estava residindo em Sirinhaém/PE.

O colombiano teve sua condenação no dia 31.03.2016, quando foi sentenciado por associação e tráfico internacional de drogas, cuja pena ultrapassa os 40 anos de reclusão, tendo ficado foragido do Brasil nesse período. Seu nome foi colocado na difusão Vermelha no dia 10/04/2018 por solicitação da justiça brasileira, quando a partir daí passou a ser procurado nos 190 países que compõe a Organização Internacional de Polícia Criminal – OIPC.

A prisão do colombiano ocorreu em sua residência em Bogotá por policiais colombianos em janeiro de 2019 e se deu de forma tranquila e não houve qualquer tipo de resistência. Sua extradição foi autorizada pelo governo colombiano em 29/07/2022 e só foi possível devido ao tratado de extradição existente entre Brasil e Colômbia datado de 28.12.1938 e das diretrizes previstas na Convenção de Viena de 20/12/1988. Policiais federais de Brasília e Roraima foram até a Colômbia no dia 12/12 e voltaram ao Brasil com o preso no dia 16/12, o qual foi entregue para policiais federais pernambucanos. Após a entrega ele foi escoltado com forte esquema de segurança para fazer exame de corpo de delito no IML- Instituto de Medicina Legal e em seguida foi encaminhado para o COTEL – Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna onde ficará à disposição da 4ª Vara da Justiça Federal em Pernambuco.