AUTO VIP

AUTO VIP

TEFNET

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

LENO PEÇAS

LENO PEÇAS

CASA DO CAMPÔNES

CASA DO CAMPÔNES

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

COLUNA OPINIÃO DE MULHER COM A ENFERMEIRA E PROFESSORA UNIVERSITÁRIA NAYARA SOUSA



ENFIM ELE ESTARÁ DE VOLTA!

Após mais de 10 anos fechado, o Hospital São Sebastião está prestes a reabrir. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, a unidade está em fase de conclusão da sua reforma e até o final desse mês será entregue aos caruaruenses. Localizado no Centro da cidade, o Hospital terá por finalidade diminuir a alta demanda de pacientes que hoje superlotam o Hospital Regional do Agreste e também diminuir o quantitativo de transferências de pacientes para a capital.

O Hospital São Sebastião nas últimas eleições foi um dos alvos principais de promessas de campanha de alguns candidatos, inclusive da atual gestora. Mas, o que na verdade vimos, passados esses anos, foi um verdadeiro embate entre município e estado. Nos transpareceu que os desafetos eleitoreiros falaram mais alto, e quem sofreu diretamente com isso foi a população. É bom lembrarmos que não se pode prometer nada que dependa de articulação política, principalmente quando não se tem uma boa relação para isso.

Mas, enfim o nosso hospital estará de volta! Somando na assistência e de alguma forma auxiliando nosso povo tão sofrido pelo descaso. O Hospital do Câncer é quem vai administrar a unidade. O Hospital São Sebastião faz parte do grupo de ações realizadas pelo Governo do Estado para a saúde de Caruaru. Nos últimos anos o município recebeu a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA), inaugurada em 2010; a Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (UPAE), em 2013; e o Hospital Mestre Vitalino, a maior e mais moderna unidade de saúde do interior, inaugurado em 2014. E em fase de construção, o Hospital da Mulher do Agreste, o qual temos esperança que um dia seja finalizado. Foram grandes investimentos e fica agora o anseio para que essas unidades sejam preenchidas por profissionais preparados, humanizados e bem remunerados. Afinal, o maior desafio não é construir, o maior desafio está em gerir bem os recursos humanos!

Essa foi minha opinião de mulher de hoje. Participe conosco enviando suas dúvidas, questionamentos e sugestões para dra.nayarasousa@hotmail.com.