TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CENTRAL BURGUER

CENTRAL BURGUER

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

quinta-feira, 24 de março de 2016

DOIS IRMÃOS QUE MATARAM PRESO DENTRO DE VIATURA POLICIAL EM CARUARU SÃO ABSOLVIDOS EM AUDIÊNCIA NO TRIBUNAL DO JÚRI.


Nesta quarta-feira (23), foram julgados no Tribunal do Júri de Caruaru, os irmãos Lenildo Luiz da Silva, de 35 anos e Leandro dos Santos Silva, de 28. Ambos são acusados de terem cometido o homicídio que teve como vítima, Pablo Mongard Pessoa de Oliveira, de 25 anos, dentro de uma viatura policial, quando a vítima estava sendo conduzida á Penitenciária Juiz Plácido de Souza, por ter sido presa e autuada em flagrante delito por tráfico de drogas. Fato ocorrido no dia 25/05/2012, há quase quatro anos e os irmãos foram absolvidos da acusação de homicídio duplamente qualificado.

Os advogados dos acusados, Dr. Artur Ramos e Dr. Maviael Peixoto, informaram que usaram um novo conceito no direito penal que é a antecipação da chamada legítima defesa, pois para os juristas Pablo Mongard matou Giliard dos Santos Silva, de 17 anos, irmão dos acusados, dois anos antes e até então viva tranquilamente com se nada tivesse acontecido e ao saberem da prisão de Mongard, os irmãos foram à delegacia a fim de prestarem queixa por constantemente sofrerem ameaças de morte que Mongard lhes fazia, inclusive quando matou o adolescente ainda tentou matar o Lenildo, mas a arma pinou.



Na ocasião foram novamente ameaçados dentro da delegacia na frente dos policiais militares que prenderam o Mongard com três quilos de maconha, os dois irmãos souberam que mesmo dentro do presídio o Mongard iria mandar matar os irmãos, e temendo pela própria vida eles seguiram a viatura e mataram o acusado dentro do xadrez da viatura, depois se entregaram aos policiais que faziam a condução do preso. O homicídio do Pablo Mongard foi de grande repercussão na época.