POUSADA DA PAIXÃO

POUSADA DA PAIXÃO

COMERCIAL JR

COMERCIAL JR

VIP

VIP

RC TECIDOS

RC TECIDOS

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

NORDESTE MOTOS

NORDESTE MOTOS

quarta-feira, 30 de março de 2016

POLÍCIA CIVIL APRESENTA RESULTADO DA “OPERAÇÃO ARREIOS DA LEI” QUE RESULTOU NAS PRISÕES DE ENVOLVIDOS EM GRUPOS DE EXTERMÍNIO.

 

Foi apresentado na manhã desta terça-feira (29) na sede da 14ª Desec em Caruaru, o resultado da “Operação Arreios da Lei”, que foi deflagrada na quarta-feira (23) e resultou no cumprimento de 16 prisões e apreensões de dinheiro, drogas e 17 armas de fogo entre fuzis, espingardas calibre 12, revólveres e pistolas e os presos são acusados de integrar dois grupos de extermínio, com atuações em Caruaru e Bezerros e a apresentação foi feita pelo delegado chefe da 3ª Divisão de Homicídios do Agreste, Dr. Bruno Vital, do delegado gestor da Dinter-01, Dr. Erick Lessa e do delegado gestor de operações da Dinter-01 que responde interinamente pela 14ª Delegacia Seccional de Caruaru (14ª Desec), Dr. Sérgio Moura.

O delegado Dr. Sérgio Moura, informou que as investigações foram Iniciadas em setembro de 2015, objetivando identificar e prender pessoas e grupos criminosos afetos à prática de homicídios, tráfico de drogas, porte ilegal de armas de fogo, roubo e receptação de veículos com atuação, preponderante, no bairro do Salgado e São João da Escócia, na cidade de CARUARU/PE, bem como no município de BEZERROS/PE e que esses dois grupos que são rivais são responsabilizados por pelo menos 21 homicídios e 3 tentativas de homicídios.

O delegado Dr. Bruno Vital, que comandou as investigações, disse que a operações foi batizada de “Arreios da Lei” porque os criminosos se comunicavam utilizando códigos relacionados a vaquejada através de telefonemas, para o cometimento de homicídios por exemplo, quando tinha alguma execução programada, diziam que haveria vaquejada naquele dia, cavalo era arma e sela era munição, tipo cavalo selado era arma municiada.

O delegado chefe da Dinter-01, Dr. Erick Lessa, destacou que essas prisões devem resultar numa diminuição drástica no número de homicídios em Caruaru e enfatizou o percentual de inquéritos concluídos com autoria, pois dos 205 assassinatos registrados na cidade no ano passado, em 130 deles os inquéritos foram remetidos a justiça com autoria e isso mostra a garra que a Polícia Civil está demonstrando no Estado principalmente em Caruaru, que vive outra realidade, enquanto a instituição apresenta dados que se aproxima dos 65% de crimes elucidados, no pais esses dados chegam apenas a 5%.

Os acusados que foram presos são: Josemar Francisco da Silva, vulgo “Pato” de 27 anos; Valdeilson Antônio de Moura, vulgo “Dedé” de 38 anos; Manoel Osvaldo Agra, vulgo “Papapá” de 51 anos; Romildo Gonçalves da Silva, 54 anos, que é Sargento reformado da Polícia Militar e atuava como armeiro de uma das quadrilhas; Leandro da Silva Pereira, vulgo “Marica” de 22 anos; Alan Carlos da Silva, de 34 anos; Apolônio José da Silva, de 36 anos; Jennifer Fabiana Lima de Macedo, de 26 anos; José Rinaldo da Silva, vulgo “Reinaldo” de 38 anos; Ewerton Batista Ferreira, vulgo “Vaqueiro” de 25 anos; Diego Maradona dos Santos Silva, vulgo “Pareia” de 30 anos, que é irmão de João Thiago; Adjakson Antonio da Silva, vulgo “Nim” de 29 anos; Genildo Manoel dos Santos, vulgo “Nildo” de 37 anos; Gilberto Pereira da Silva, vulgo “Gilberto Negão” e Thaís Rayane Portela, de 19 anos, presa enquanto entregava drogas a mando de Gilberto Negão portando aproximadamente 500 gramas de maconha e R$ 8.250,00 (oito mil duzentos e cinqüenta reais) em espécie.

Thaís Rayane.

"Nildo"

"Dedé"
'Vaqueirinho"
Diego "Pareia"
Sargento Romildo, é acusado de ser o armeiro de um dos grupos.
Adjakson.

"Papapá" é acusado de fornecer as e munições para uma das quadrilhas.
"Vaqueiro"
Apolonio.

Reinaldo.

Gilberto.





As mulheres estão recolhidas na Colônia Penal Feminina de Buíque, os homens á Penitenciária Juiz Plácido de Souza, exceto o policial militar que está no Creed, no grande Recife, alguns presos por mandados de prisões temporárias que tem validade de 30 dias e outros por terem sido presos em flagrante.
Tiago Soares, foi morto no Salgado.


Jomácio, também foi morto no Salgado.


Jackson, foi morto na Cidade Jardim.


Wellington, foi baleado próximo a Apodec e morreu no HRA.
Kléber era dono de um lava a jato e foi baleado em frente ao seu estabelecimento no São João da Escócia e morreu no HRA.
Jadeilson José.

Gerson Lopes, foi morto no Centenário.



Gabriel Flávio, foi assassinado na casa da namorada na Cidade Jardim.




Jozimar da Silva.
Wilderlan, morreu no HRA.

Wallefe Luan, também morreu no HRA.

Magdiel, foi morto no Loteamento Rosa de Saron.



Patrícia da Silva, foi morta pelo namorado João Marcos.

Dailton Costa, foi morto na Vila do Aeroporto.

Jadilson Bezerra, foi assassinado no José Carlos de Oliveira.



Osman, foi morto na estrada do sítio Barbatão.



Erinaldo, morreu no HRA.

Confira quais são os homicídios atribuídos a quadrilha: Tiago Soares da Silva, morto em 19/05/2014; Jomácio Francisco da Silva, assassinado em 09/09/2014; José Sebastião Pedro Júnior, executado em 15/04/2015; Jackson Bezerra da Silva, morto em 15/04/2015; Kléber Renato Alves Ferreira, assassinado em 1º/05/2015; Welington Edmilson de França, executado em 28/09/2015; Jadeilson José da Silva, morto em 21/11/2015; Gerson Lopes Dantas, assassinado em 30/06/2015; Gabriel Flávio de Melo, executado em 10/08/2015; Jozimar da Silva Leite, morto em 13/08/2015; Wilderlan Rodrigues Ferreira, assassinado em 24/09/2015; Wallefe Luan de Lima Alcântara, executado em 27/09/2015; Magdiel Henrique da Silva, morto em 03/10/2015; Patrícia da Silva Ferreira Moura, assassinada em 26/12/2015; Cácio Vasconcelos da Silva, executado em 23/04/2014; Dailton Costa Tenório, morto em 06/02/2015; Leyla Carine Gonçalves da Silva, assassinada em 16/06/2015; Osman José da Silva, executado em 25/08/2015; Jadilson Bezerra de Oliveira, morto em 26/08/2015; Erinaldo da Silva, assassinado em 14/01/2016; Carlos Batista do Nascimento, executado em 11/02/2016, em Encruzilhada de Bezerros, já as três tentativas tiveram como vítima, Tiago Gomes Vieira, em 01/01/2015; Hugo Henrique de Menezes, em 30/09/2015 e Joelma Rodrigues dos Santos, em 13/08/2015.