AUTO VIP

AUTO VIP

TEFNET

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

AGRESTE CENTRAL PERNAMBUCO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

LENO PEÇAS

LENO PEÇAS

CASA DO CAMPÔNES

CASA DO CAMPÔNES

GIVALDO RECON PEÇAS

GIVALDO RECON PEÇAS

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

COLUNA HORA DA CIDADANIA COM O DELEGADO ERICK LESSA


CARUARU BATE RECORDE HISTÓRICO DE VIOLÊNCIA EM 2017.

Foram apresentados essa semana, os números da violência em nossa cidade, e também no demais municípios que compõem a AIS 14 (Área Integrada de Segurança 14), que é composta por Caruaru e mais 14 municípios do seu entorno, sob a responsabilidade do 4 BPM e também do mais novo equipamento da PM do interior do Estado, com atuação aqui na cidade, o BIESP (Batalhão Integrado Especializado), que atua com 4 Companhias compostas por profissionais da PM especializados, sendo elas Choque com cães, Rádio Patrulha, Trânsito e Rocam.

O fechamento do ano de 2017, em Caruaru chegou ao absurdo número de 265 CVLIs (crimes violentos letais intencionais), que são os crimes de latrocínio, lesão corporal seguida de morte e homicídio.

Outra informação importante foi que após a chegada do BIESP houve uma redução de aproximadamente 25% dos números de homicídios, comparado o último trimestre de 2017, com o mesmo período do ano anterior.

Não resta dúvida que o estado de Pernambuco e os órgãos policiais estão cumprindo o seu papel, a partir de substanciosos investimentos que têm sido aplicados na segurança pública em Caruaru, entretanto a cidade se ressente de investimentos em iluminação pública, acessos a lugares mais periféricos e zona rural, monitoramento por câmeras, inclusive nas entradas da cidade, ações que deveriam ser tomadas pelo município de Caruaru.

Na verdade o que o poder executivo municipal está tomando é uma gama de atitudes que só causam desordem pública e falta de concordância dos cidadãos e trabalhadores, dessa cidade, como a retirada dos comerciantes que estavam há 8 anos nas proximidades da UPA Estadual, além da criação de 2 camelódromos no centro da cidade, nas proximidades dos Guararapes, desagradando comerciantes e os próprios ambulantes, sem ouvir e dialogar com a população e os interessados.


Fica a reflexão. Esteja atento à próxima edição da coluna Hora da Cidadania, que é divulgada todas as segundas-feiras. Você pode dar sugestão de temas, fazer críticas e elogios através do e-mail: ericklessa04@gmail.com.
CASA DA ESFIHA