POUSADA DA PAIXÃO

POUSADA DA PAIXÃO

COMERCIAL JR

COMERCIAL JR

VIP

VIP

RC TECIDOS

RC TECIDOS

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

NORDESTE MOTOS

NORDESTE MOTOS

quarta-feira, 2 de março de 2016

“POLÍCIA FEDERAL PRENDE TRAFICANTE COM ARMAS E 400 QUILOS DE MACONHA PRONTA PARA O CONSUMO NO SERTÃO PERNAMBUCANO”








Policiais Federais lotados em Salgueiro, prenderam nesta terça-feira (01), por volta das 11 horas da manhã, o ex-presidiário, Evaldo Cavalcanti de Sá, vulgo “Branco de Aracuan”, de 32 anos, natural e residente em Cabrobó, que já foi preso em 2005 pela Polícia Federal em Salgueiro por tráfico de drogas, onde foi condenado a cumprir pena em regime fechado por 6 anos e 8 meses.

A prisão aconteceu em virtude de informações e levantamentos realizados por policiais federais lotados em Salgueiro, dando conta de que um conhecido traficante de vulgo de “Branco de Aracuan”, estaria com um plantio de maconha em ponto de colheita e que tal suspeito estaria guardando em seu terreno algumas armas de fogo de grosso calibre.

De posse dessas informações foi montada uma equipe de policiais federais que sobrevoou o local com a ajuda de um helicóptero até a localidade onde estaria sendo desenvolvida a colheita de grande quantidade de maconha, bem como pelo Rio São Francisco foi também uma equipe do Corpo de Bombeiros com outra parte de policiais, visando dar apoio e adentrar o terreno para efetuar a destruição dos plantios e conseqüente prisão dos possíveis suspeitos apontadas nas informações e levantamentos realizados.

A ação teve seu desfecho final quando ao adentrar o terreno os policiais realmente identificaram uma grande área com 75 mil pés de maconha e de imediato realizaram a prisão de EVALDO que se encontrava no terreno dentro de um casebre, o qual não ofereceu resistência e com ele os federais encontraram duas armas sendo uma espingarda calibre 12 com 32 munições e uma pistola .40 com 07 munições a qual possuía um brasão da Polícia Militar de Sergipe, possivelmente tomada de assalto de algum policial militar daquele estado. Além das armas e da grande quantidade de pés de maconha plantados naquele local, também foi realizada a apreensão de 400 Kg de maconha pronta para o consumo.

Terminados os trabalhos investigativos e tendo todo o material sido apreendido e registrado, a maconha foi queimada no local e retirada uma contraprova para fins judiciais, EVALDO recebeu voz de prisão em flagrante, foi informado dos seus direitos e garantias constitucionais, em seguida foi conduzido a Delegacia de Polícia Federal em Salgueiro, onde acabou sendo autuado em flagrante pela prática dos crimes contidos no artigo 33 da lei 11.343/06 e artigo 16 da lei 10.826/03 (Tráfico de drogas (pena: 5 a 15 anos) e posse ilegal de arma de fogo de uso restrito (pena: de 3 a 6 anos). Caso seja condenado poderá cumprir penas que variam 5 a 20 anos de reclusão.


Após a autuação o preso foi levado para fazer Exame de Corpo de Delito no IML - Instituto de Medicina Legal e logo após foi encaminhado para a Cadeia Pública de Salgueiro, onde ficará à disposição da Justiça. Em seu interrogatório ele usou do seu direito constitucional de só falar em juízo mediante a presença de um magistrado, mas havia informado anteriormente aos policiais que as armas encontradas eram de fato de sua propriedade e que as adquiriu para sua segurança em virtude de possuir muitos inimigos que queriam lhe matar. Na roça trabalhavam cerca de 12 (doze) pessoas e toda a maconha plantada seria vendia para vários traficantes de toda a região e nordeste.