TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CENTRAL BURGUER

CENTRAL BURGUER

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

OPERAÇÃO CONJUNTA ENTRE NIA, GATI E CAÇA HOMICIDA RESULTA NA APREENSÃO DE 249 QUILOS DE MACONHA E NA PRISÃO DE TRÊS TRAFICANTES EM BEZERROS.









Junior Ricardo.

"Raul Seixas"


Através de informações obtidas pelo Sargento “Lobo Solitário” do NIA (Núcleo de Inteligência do Agreste) e do soldado J. Neto do GATI (Grupo de Apoio Tático Itinerante), sobre um suposto ponto de venda de drogas no Loteamento Santana em Bezerros, o delegado da cidade Dr. Humberto Pimentel, entrou com uma petição na justiça para tentar conseguir um Mandado de Busca e Apreensão domiciliar, que foi expedido pelo juiz Dr. Murilo Borges da 2ª Vara da Comarca local, nisso foi montada uma operação conjunta na manhã desta quarta-feira (24) entre o NIA, GATI e Caça Homicida do 4º BPM que foram ao local, onde prenderam José Ricardo do Nascimento, vulgo “Raul Seixas” de 40 anos.

Durante a revista domiciliar e pessoal, foi encontrada uma pequena parte da droga com “Raul Seixas”, totalizando 05 papelotes de maconha, 05 Big-bigs da droga e a quantia de R$ 82 em espécie e o mesmo confessou que vendia drogas, cada Big-big vendia por R$ 10 e os papelotes vendia por R$ 25, também foram apreendidas duas motocicletas na sua casa, uma Honda Tornado preta, placa KLO-3356 e uma Honda CRF 230 vermelha, além de três caixas de som e outros materiais. 





Dando continuidade as buscas e de posse da informação de que o irmão do José Ricardo, Junior Ricardo do Nascimento, de 37 anos, seria o fornecedor de drogas do “Raul Seixas” e de outros traficantes, os policiais foram a sua casa no Sítio Serra dos Bois, na zona rural da cidade, onde foram recebidas pela esposa do Junior Ricardo, que afirmou que ele havia saído de casa e mostrou onde o esposo escondia as drogas, um buraco entre uma pilha de tijolos e um quartinho anexo da casa, lá foram encontrados os 249 quilos do entorpecente em tabletes, sendo 100 quilos da maconha natural e 149 quilos em tabletes pronta para o consumo.


Sabendo que a esposa e o irmão com a cunhada teriam sido presos e que a maior parte da droga foi encontrada em sua propriedade, Junior Ricardo espontaneamente foi a delegacia para se entregar, onde foi autuado em flagrante juntamente com o seu irmão, valendo salientar que ambos já tem histórico policial.