AUTO VIP

AUTO VIP

TEFNET

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

LENO PEÇAS

LENO PEÇAS

CASA DO CAMPÔNES

CASA DO CAMPÔNES

CENTRAL DAS CAPAS

quarta-feira, 25 de abril de 2018

COLUNA OPINIÃO DE MULHER COM A ENFERMEIRA E PROFESSORA UNIVERSITÁRIA NAYARA SOUZA



SUICÍDIO, PRECISAMOS FALAR SOBRE!

O Brasil não é um país que ocupa os primeiros lugares no ranking de suicídios no mundo, porém, os números têm crescido assustadoramente em nossa nação. O Ministério da Saúde aponta que um suicídio acontece no Brasil a cada 45 minutos. Entre 10 suicídios, 9 poderia ser evitado se a profilaxia adequada fosse realizada. Em meio aos países que registram aumento segundo os dados enviados para a Organização Mundial de Saúde, o Brasil se encontra em posição de destaque, com aumento de 60% dos casos nos últimos anos.

Nesses últimos dias, dois casos chamaram a atenção para o tema. Dois alunos do ensino médio do Colégio Bandeirantes, um dos mais tradicionais e conceituados de São Paulo, suicidaram-se em casa em um intervalo de pouco mais dez dias. A notícia tomou as redes sociais e assustou pais e estudantes de escolas particulares. O professor do Departamento de Psicologia Médica e Psiquiatria da Unicamp, um dos maiores especialistas no assunto, o psiquiatra Neury Botega, diz: “O Brasil é uma sociedade em ebulição. E sabemos que os números de suicídios aumentam em sociedades com crise política e econômica”. Se avaliarmos o contexto social da atualidade, conseguimos compreender com exatidão a afirmativa feita por Botega.

Inúmeros fatores podem contribuir significativamente para que essas mortes aconteçam. Crises econômicas, culturais, emocionais e até espirituais. Vivemos uma real crise em nossa nação, que ultrapassa os aspectos financeiros. Uma verdadeira crise existencial. Onde os sujeitos que compõe a sociedade, atuam em uma busca incessante para atender os padrões exigidos, perdendo ao longo do tempo suas bases solidas de sustentação. Talvez a busca constante de aceitação, aonde o ter sobressai o ser, seja um forte contribuinte para isso.

A "Organização Mundial de Saúde" (OMS) define a saúde como "um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de afecções e enfermidades". Se refletirmos esse conceito, veremos o quão ainda estamos em estado patológico e o quão falta alcançar a condição de estar saudável. É necessário que venhamos a debater mais essa temática em nosso ciclo social e familiar, para que possamos auxiliar o máximo de pessoas que estejam passando por estado de vulnerabilidade para o suicídio.

Além disso, está disponível um serviço de extrema importância, o Centro de Valorização da Vida (CVV), que atua na prevenção ao suicídio, através do número 188, em Pernambuco. 

O serviço de suporte emocional funciona sem restrição de dia e hora, inclusive nos feriados. Além do telefone 188 (ou 141 em algumas regiões), o CVV oferece atendimento pessoalmente nos 85 postos de atendimento e também na internet, através de chat, e-mail e Skype, no site da instituição. Precisamos entender que o suicídio é um ato de comunicação. A pessoa comunica em morte o que ela não consegue comunicar em vida.

Essa é minha opinião de mulher! Participe conosco enviando suas dúvidas, questionamentos e sugestões para dra.nayarasousa@hotmail.com.