AUTO VIP

AUTO VIP

TEFNET

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

AGRESTE CENTRAL PERNAMBUCO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

LENO PEÇAS

LENO PEÇAS

CASA DO CAMPÔNES

CASA DO CAMPÔNES

segunda-feira, 14 de maio de 2018

COLUNA HORA DA CIDADANIA COM O DELEGADO ERICK LESSA



O QUE A PREFEITURA DE CARUARU TEM FEITO NO COMBATE À VIOLÊNCIA?

Na semana passada em menos de três dias houve 5 homicídios em Caruaru. Após essa onda de violência o Quarto BPM e o Primeiro BIESP, ambos sediados em Caruaru, desencadearam operações para reduzir a criminalidade, em nossa capital do Agreste.

Entre os crimes registrados na última quinta-feira (10), um deles foi o assassinato do Sargento da Reserva Remunerada Justino, que inclusive foi candidato a vereador no pleito municipal de 2016. Registre-se que o SGT RR Justino, de 61 anos, além de trabalhar na sede do MPPE de Caruaru, na função de Guarda Patrimonial, também prestava serviço de segurança em um mercadinho, no bairro João Mota, da nossa cidade, tendo sido assassinado no estabelecimento comercial da Rua São Nicolau, na covardia, por dois indivíduos que entraram no comércio para praticar um assalto. O caso deve ser tratado como latrocínio, quando o criminoso mata para roubar.

Apenas para citar os números do ano passado, tivemos o absurdo registro de mais de 260 homicídios, em Caruaru, maior marca da história, com uma média de 75 homicídios por grupo de 100 mil habitantes, o que representa quase o dobro da violência registrada no Rio de Janeiro, que está sob intervenção federal, com as forças armadas na ruas.

Sair de casa com medo, esse tem sido o relato diário dos caruaruenses que vivem lado a lado com a falta de segurança e a violência. O governo do estado investiu na criação do BIESP, com um incremento de mais de 300 PMs, só nesse equipamento para Caruaru, além de aumentar o efetivo de policiais civis para melhorar e agilizar as investigações dos crimes de morte, em nossa cidade.

Mas e a Prefeitura Municipal o que tem feito para evitar essa criminalidade tão alta em nosso município? Finalmente por que não arma a Guarda Municipal, cujos profissionais são tão qualificados, mas que estão desmotivados e desprestigiados? Será falta de humildade de ouvir, quem realmente conhece do assunto? Será que vai alegar que a responsabilidade na segurança é toda do estado?

O que se vê, nas peças publicitárias, que saem na mídia local, é que estão desenvolvendo um trabalho de conselhos de segurança. Mas, o que a prefeitura tem feito de concreto, a não ser reuniões e mais reuniões? Estão colocando em prática as sugestões dadas pelos representantes da sociedade, nesses debates dos conselhos?


Ficam as indagações e a reflexão. Esteja atento à próxima edição da coluna Hora da Cidadania, que é divulgada todas as segundas-feiras. Caso deseje enviar críticas e sugestões, encaminhe para o e-mail: ericklessa04@gmai.com.
GRUPO MOTO ARTE