Prefeitura de Caruaru

Prefeitura de Caruaru

ANUNCIE SUA MARCA AQUI! ENTRE EM CONTATO!

ANUNCIE SUA MARCA AQUI! ENTRE EM CONTATO!

terça-feira, 11 de julho de 2023

PRESO ELEMENTO QUE PARTICIPOU DA MORTE DE VIGIA ASSASSINADO EM POSTO DE COMBUSTÍVEL EM CARUARU

 

Weliton

Pedro Gonçalves

Foi montada uma operação conjunta nesta terça-feira (11), entre as equipes da 19ª e da 20ª Delegacia de Homicídios de Caruaru com o apoio do 1º BIEsp, que resultou na prisão de Pedro Gonçalves de Oliveira, de 24 anos, que mora no bairro Severino Afonso e Weliton José de Lima, também de 24 anos, residente na Rua Juarez Távora no bairro Boa Vista.




O Pedro Gonçalves participou da morte do vigia, José Dionísio da Silva, de 57 anos, que foi assassinado na madrugada do dia 13 de junho, enquanto estava trabalhando em um posto de combustível na Avenida Brasil no bairro Universitário. Ele confessou ter ido com o assassino no posto onde o comparsa que ele não quis dizer o nome, matou o cidadão a tiros. Ele falou que era quem guiava a moto.

Com o Weliton o policiamento encontrou uma pistola que ele confessou ter sido usada no crime, algumas porções de maconha, balança de precisão e uma certa quantia em dinheiro.


De acordo com a investigação o Pedro Gonçalves e o comparsa mataram o vigia para roubar a sua arma de fogo, eles estavam de moto e foram ao local após terem sido acionados pelo Weliton que é traficante e que repassou a informação de que o vigia trabalhava armado. Ainda segundo a investigação o vigilante, Jeferson Francisco Bento da Silva, vulgo “Pouca Sombra” que foi preso no dia 24 de junho pela equipe da 20ª Delegacia de Homicídios, devia droga ao Weliton e foi quem deu a idéia de assaltá-lo para levar a arma de fogo.


A delegada Dra. Polyana Figueiredo, garantiu que o crime foi um latrocínio, ou seja, os elementos mataram a vítima para roubar-lhe a arma de fogo e assim fizeram e que tanto o suspeito que guiou a moto, quanto o vigilante, já estão presos e agora tenta identificar quem é o comparsa do suspeito do latrocínio e que pelo andar da investigação, será identificado e preso em breve.