AUTO VIP

AUTO VIP

TEFNET

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

AGRESTE CENTRAL PERNAMBUCO

NORDESTE RASTREAMENTO

NORDESTE RASTREAMENTO

LENO PEÇAS

LENO PEÇAS

CASA DO CAMPONÊS

CASA DO CAMPONÊS

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

CASAL DE ARGENTINOS ESTELIONATÁRIOS QUE DERAM GOLPE EM EMPRESA PERNAMBUCANA NO VALOR DE 7 MILHÕES DE REAIS E FOI PRESO PELA POLÍCIA FEDERAL E A INTERPOL




A Polícia Federal de Pernambuco em parceira com a Polícia Federal da Argentina, através de suas projeções da Polícia Internacional-INTERPOL, conseguiram identificar e prender um casal de argentinos que aplicou um golpe numa empresa pernambucana no valor R$ 7.000,000,00 (sete milhões de reais) e que desde dezembro de 2017 haviam fugido para a Argentina.

ENTENDA O CASO:

JOE FORDHAM, 53 anos, natural de Buenos Aires/Argentina, divorciado, engenheiro e sua companheira NATACHA VIGIER FRASER, 47 anos, natural de Buenos Aires/Argentina, solteira, advogada - no período compreendido de março de 2011 a maio de 2016 induziram a erro mediante fraude a empresa XLPOWER NERÓPOLIS LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS INUSTRIAIS LTDA – que trabalha no ramo de geração, transmissão, distribuição e comércio de energia elétrica com sede em Nerópolis/GO, obtendo para ambos em prejuízo alheio uma vantagem indevida no montante de R$ 7.000,000,00 (sete milhões de reais).

O golpe se deu quando os dois estrangeiros se ofereceram para atuar como facilitadores de negócios da empresa brasileira com empresários argentinos no ramo de termoelétricas já que eles haviam trabalhado muito tempo com diversos empreendimentos do setor elétrico nos dois países. Foram feitas diversas reuniões no ano de 2011 onde os denunciados de forma a enriquecer ilicitamente informaram da possibilidade da empresa argentina EXCELL POWER ser adquirida pela XLPOWER onde passaria a ser controladora da termoelétrica CTAB-CENTRAL TÉRMICA ALMIRANTE BROWN S/A localizada em Buenos Aires. Porém de acordo com a legislação argentina um dos sócios teria que ser argentino e deter 5% do capital social. Então ficou acertado que JOE FORDMAN e NATACHA VIGIER ficariam responsável pela gerência da termoelétrica. Nos períodos de 2011 e 2016 os empresários brasileiros vieram a descobrir que na realidade se tratava de uma fraude porque não existia essa exigência do governo argentino e que o casal havia efetuado diversas retiradas de ativos financeiros, sem justificativas de gastos na ordem de R$ 7 milhões de reais.

Os suspeitos foram denunciados pelo Ministério Público de Pernambuco em 30/08/2017. Em 15/12/2017 ambos tiveram suas prisões preventivas decretadas pelo Juízo da 4ª Vara Criminal Estadual. No dia 1º fevereiro foi publicado um alerta vermelho no banco de dados da INTERPOL internacional e a Polícia Federal Argentina conseguiu localizá-los e prendê-los no dia 22/02/2018 quando estavam em suas residências que ficam localizada em Buenos Aires. Os dois estão presos no sistema carcerário de Buenos Aires na Argentina esperando que sejam feitas tratativas entre os governos argentinos e brasileiro para que o casal seja extraditado para o Brasil o mais rápido possível, objetivando o cumprimento de suas penas em sistema penitenciário brasileiro. Os crimes que estão sendo lhe imputados são os contidos nos artigos 171 c/c 29 e 71 do CPB-(estelionato com concurso de duas ou mais pessoas) cujas penas com as agravantes ultrapassam os 10 anos de reclusão.