AUTO VIP

AUTO VIP

TEFNET

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

AGRESTE CENTRAL PERNAMBUCO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

LENO PEÇAS

LENO PEÇAS

CASA DO CAMPÔNES

CASA DO CAMPÔNES

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

“EXTRADIÇÃO DE IRLANDÊS QUE APLICOU UM GOLPE DE 80 MILHÕES DE EUROS EM SEU PAÍS E QUE FOI PRESO PELA POLÍCIA FEDERAL EM 2013 SERÁ FEITA NA DATA DE HOJE”.



A Polícia Federal em Pernambuco, através de sua projeção regional da Policia Internacional-INTERPOL, promoverá na data de hoje a extradição passiva (aquela em que policiais de outro país vem buscar seu procurado em país diferente do seu) do irlandês MICHAEL THOMAS LYNN, casado, 50 anos com residência no bairro de Candeias/Jaboatão dos Guararapes. A extradição foi decidida pelo Supremo Tribunal Federal em 30 de agosto de 2017, houve vários recursos por parte dos advogados, mas todos foram negados pela Suprema Corte. O irlandês será levado do COTEL-Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna para a carceragem da Polícia Federal no Aeroporto por volta das 14h e a partir das 18h será entregue a 04(quatro) policiais da Irlanda que chegaram em Recife/PE na última segunda-feira (26/02).

O vôo da empresa Condor tem horário previsto de saída do Aeroporto dos Guararapes às 18:40h para Frankfurt-Alemanha (chegando no dia 01/03 às 08:45) e de lá seguirá para Dublin-Irlanda (chegando às 12:05 do dia 01/03 – horário local) onde deverá responder por seus crimes que lhe são imputados.

ENTENDA O CASO:

A prisão de MICHAEL foi decretada pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio no dia 20 agosto de 2013 e visou atender a um pedido de extradição feita pela Irlanda ao governo brasileiro fundada na promessa de reciprocidade entre esses países de tratamento de casos análogos. Após receber o respectivo dispositivo legal de prisão, foram realizados levantamentos por parte de policiais federais da Superintendência em Pernambuco, tendo sido o estrangeiro encontrado em uma galeria no bairro de Candeias/Jaboatão dos Guararapes onde tomou conhecimento da existência do Mandado de Prisão para fins de extradição. A prisão ocorreu sem nenhum transtorno e o estrangeiro não esboçou qualquer tipo de reação.

Segundo informações repassadas pelo governo da Irlanda, o estrangeiro tem contra si 33 (trinta e três) mandados de prisão em aberto os quais foram expedidos pelo Tribunal Distrital Metropolitano de Dublin/Irlanda ante a suposta prática de delitos tais como roubo, falsificação e uso de documentos falsos como também tem o seu nome e foto incluído no banco de dados da INTERPOL com código vermelho (que significa procurado para fins de prisão). Ele encontrava-se foragido da Irlanda há aproximadamente 05 (cinco) anos e enfrenta dezenas de acusações de fraude contra investidores que tiveram prejuízo de mais de 80 milhões de euros.

O estrangeiro já residia no Brasil há aproximadamente 2 anos e tinha carteira de identidade de estrangeiro na condição de permanente, é casado com uma estrangeira de naturalidade também irlandesa e desse relacionamento possui 2 (dois) filhos que nasceram no Brasil, atualmente trabalhava como professor de inglês numa instituição de ensino de língua estrangeira. Trazido para a sede da Polícia Federal no Cais do Apolo, o conduzido tomou ciência de sua prisão e após as formalidades legais foi submetido a exame de corpo de delito no IML e logo em seguida foi recambiado para o COTEL- Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna, onde permanecia à disposição do Supremo Tribunal Federal ficando durante todo esse período aguardando os procedimentos administrativos para sua respectiva extradição.