AUTO VIP

AUTO VIP

TEFNET

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

AGRESTE CENTRAL PERNAMBUCO

NORDESTE RASTREAMENTO

NORDESTE RASTREAMENTO

CFC MONTEIRO

CFC MONTEIRO

LENO PEÇAS

LENO PEÇAS

quinta-feira, 10 de maio de 2018

TRATADOR DE CAVALOS FOI ASSASSINADO EM CARUARU E PODE TER SIDO VÍTIMA DE UMA VINGANÇA PELO FATO DO SOBRINHO TER MATADO UM MECÂNICO NA SEMANA PASSADA






Um homem foi assassinado na manhã desta quinta-feira (10) na Rua Macaparana, no bairro Boa Vista 1, em Caruaru. A vítima, o tratador de cavalos, Aristeu Claudino Torres Neto, que tinha 30 anos e morava na Rua Azulão, no Loteamento Andorinha. Ele guiava uma moto Biz vermelha, placa PCG-5533, quando foi morto a tiros.

A esposa dele, Bruna, disse que viva com ele há 10 anos, que ele saiu de casa para levar a única filha deles de 5 anos na escola e quando estava voltando pra casa foi assassinado e pelo que sabia do marido ele não vinha recebendo ameaças de morte.

O delegado da 19ª Delegacia de Homicídios de Caruaru, Dr. Anderson Liberato, foi ao local com a sua equipe e constatou que a vítima teve o irmão Genildo da Silva Torres, de 27 anos, morto a tiros no bairro Nova Caruaru, que na semana passada um menor de 15 anos que era o enteado do Genildo matou o mecânico Genival Nascimento de Lima, de 43 anos, que foi morto na Rua La Paz, no bairro João Mota. quando o Genildo foi morto no ano passado, o irmão, Darciel Manoel Aristeu Claudino Torres, conhecido por “Gato” de 55 anos, também foi baleado.


O mecânico, Genival Nascimento, foi assassinado há uma semana.
"Neném" foi morto no dia 13 de setembro do ano passado.

O adolescente foi apreendido esta semana pela Polícia Militar e confessou que matou o mecânico porque ele matou o seu padrasto, como não havia mandado de busca e apreensão ele foi apenas ouvido e liberado e o delegado afirmou que há uma grande probabilidade do Aristeu ter sido morto para vingar a morte do mecânico e solicitou que quem souber de mais algum detalhe que ligue para o Disque-Denúncia Agreste (81) 3719-4545, para identificar quem matou o Aristeu.

O perito criminal, Dr. Ricardo Souza, disse que a vítima foi morta com seis tiros, sendo dois nas costas, um acima das nádegas e dois no pescoço e como não havia cápsulas nem projéteis no local, não teve como precisar que arma foi usada no crime e que isso só será possível com a perícia tanatoscópica que será realizada no IML.

Este foi o 3º homicídio registrado no mês de maio e o 71º do ano de 2018 em Caruaru e o corpo foi encaminhado para o IML local.