Prefeitura de Caruaru

Prefeitura de Caruaru

ANUNCIE SUA MARCA AQUI! ENTRE EM CONTATO!

ANUNCIE SUA MARCA AQUI! ENTRE EM CONTATO!

quinta-feira, 23 de novembro de 2023

HOMEM É ASSASSINADO A TIROS E SUSPEITO DE PRATICAR O CRIME É PRESO PELA PM

O preso estava com mandado de prisão em aberto por ter assassinado a esposa com um tiro

Um homem foi assassinado a tiros na noite de quarta-feira, 22, na Rua Dirceu Raimundo, no Centro de Águas Belas. Cristiano Silvestre dos Santos, 27 anos, estava em uma moto com um primo quando foi alvejado a tiros e morreu no local. A polícia militar prendeu o suspeito de praticar o crime, identificado como João Victor Bertoldo de Oliveira. Este estava com um mandado de prisão em aberto por homicídio, sendo sua esposa a vítima anterior. A prisão ocorreu no hospital da cidade, onde ele procurou atendimento médico por ter sido alvejado com um tiro na altura do ombro. Ele foi reconhecido pelo primo da vítima assassinada.

Conforme a polícia, inicialmente, indivíduos armados com revólver e espingarda calibre 12 estavam tentando arrombar a porta da casa onde mora João Victor e sua atual companheira. Eles efetuaram disparos, amedrontando a população, o que levou ao acionamento do policiamento para o local. João Victor e outro comparsa conseguiram fugir antes que a casa fosse invadida. Posteriormente, ele retornou alvejado com um tiro, relatando que havia sofrido uma tentativa de homicídio, sendo socorrido ao hospital da cidade.

Ainda segundo a polícia, em seguida, populares relataram que havia um homem alvejado a tiros ali próximo, que provavelmente estava em óbito. Quando os policiais chegaram ao endereço, foi constatada a morte, sendo a vítima Cristiano Silvestre. O primo dele disse à polícia que ambos estavam trafegando na moto quando foram emboscados, sendo Cristiano alvejado com os tiros. Além disso, ele reconheceu os criminosos que efetuaram os disparos, apontando Joao Victor como o executor, junto com outro comparsa.

Diante das informações, o policiamento foi ao hospital e prendeu Joao Victor, que estava recebendo atendimento médico devido ao tiro no ombro. Ele ainda apresentou documentos falsos, tentando enganar a equipe policial, que, tão logo descobriu que havia um mandado de prisão em aberto em seu desfavor, tendo como vítima a companheira. Ele confirmou que tinha matado ela, afirmando que a arma disparou sozinha enquanto fazia o manuseio.

O suspeito foi apresentado ao plantão policial junto com um revólver e autuado em flagrante por mais um crime de homicídio.