AUTO VIP

AUTO VIP

TEFNET

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

AGRESTE CENTRAL PERNAMBUCO

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

ROTA PROTEÇÃO VEICULAR

LENO PEÇAS

LENO PEÇAS

CASA DO CAMPÔNES

CASA DO CAMPÔNES

GIVALDO RECON PEÇAS

GIVALDO RECON PEÇAS

terça-feira, 19 de abril de 2016

POLÍCIA CIVIL ESCLARECE MORTE DO COLUNISTA SOCIAL MARCOLINO JUNIOR, QUE FOI ASSASSINADO E O CORPO ENCONTRADO EM SAIRÉ.

Os delegado Dr. Nehemias Falcão da Dinter-01, Dr. Bruno Vital da 3ª Divisão de Homicídios do Agreste e Dr. Márcio Cruz da 20ª DPH, falaram das investigações.


A Polícia Civil apresentou na manhã desta terça-feira (19), durante uma coletiva de imprensa na sede da 14ª Desec em Caruaru, o resultado da investigação do assassinado do jornalista e colunista social Antonio Marcolino de Barros Junior, o Marcolino Júnior, de 46 anos, que trabalhava na TV Asa Branca em Caruaru e foi encontrado morto a facadas e por asfixia em um matagal na tarde desta segunda-feira (19), no distrito de Insurreição, zona rural de Sairé, que tinha sido visto pela última vez na tarde do sábado (16), ao almoçar com a mãe.

Davi fernando.
Rafael Leite.
Após a localização do cadáver, policiais Civis lotados na 88ª DP de Caruaru, 20ª Delegacia de Homicídios e 3ª Divisão de Homicídios, todos coordenados pelos Delegados Bruno Vital e Marcio Cruz, identificaram e prenderam na tarde desta segunda-feira, Rafael Leite da Silva, de 32 anos e o assessor pessoal da vítima, Davi Fernando Ferreira Graciano, de 22 anos, por envolvimento no crime, eles foram interrogados e autuados em flagrante, pelo Delegado Márcio Cruz em Caruaru, pelos crimes de latrocínio e ocultação de cadáver. Rafael Leite da Silva, foi preso enquanto tentava vender o carro da vítima e através dele os policiais chegaram ao Davi, que planejou o crime e encomendou a morte ao Rafael e a motivação segundo a investigação, foi patrimonial, Rafael que confessou o crime receberia R$ 1.000 para se livrar do carro e segundo o delegado provavelmente eles dividiriam o dinheiro do carro.
 
O perito criminal Dr.Carlos Henrique, disse que o resultado da investigação foi graças ao empenho de cada profissional e essa integração entre polícia investigativa e polícia científica só traz benefícios para a sociedade. Ele disse ainda que novas perícias serão realizadas, desta vez no carro da vítima para tentar localizar materiais como sêmem, saliva e sangue e tentar identificar através desse material genético a participação de mais pessoas.

O novo gestor da Dinter-01 (Diretoria Integrada do Interior-01), delegado Nehemias Falcão, falou que houve um grande empenho dos investigadores e que isso resultou nas prisões dos dois criminosos, embora se tratou de uma pessoa famosa esse mesmo empenho é empregado para apurar outros homicídios e isso reflete nos números de crimes esclarecidos na cidade que passam dos 66%, se aproximando dos números alcançados por países de primeiro mundo.


O delegado Dr. Marcio Cruz, informou que o Rafael trabalhava como assessor especial do jornalista e encomendou a morte dele ao amigo Davi que matou a vítima, apesar de ter prendido os acusados de serem os executores do crime, a Polícia Civil depende de perícias que serão realizadas no carro da vítima, um Corolla branco, que está na delegacia e as vestes da vítima foram encontradas em seu porta-malas.

O Delegado chefe da 3ª Divisão de Homicídios do Agreste, Dr. Bruno Vital, falou que as investigações continuarão para identificar e prender outros envolvidos no crime, para isso é fundamental a perícia no carro da vítima, mesmo os dois acusados já tendo sido recolhidos á Penitenciária Juiz Plácido de Souza.