POUSADA DA PAIXÃO

POUSADA DA PAIXÃO

COMERCIAL JR

COMERCIAL JR

VIP

VIP

RC TECIDOS

RC TECIDOS

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

NORDESTE MOTOS

NORDESTE MOTOS

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Cultura do Estupro – Entenda!


“A cultura do estupro pretende colocar a culpa na vítima ou despenalizar o agressor, absolvendo como doente ou psicopata. É um alerta que se faz”. Essa foi a declaração da delegada de polícia civil do Rio de Janeiro, que concluiu o inquérito policial que apurou o caso de estupro coletivo, ocorrido recentemente na capital carioca.

Essa questão, bastante complexa e delicada, veio à tona em discussões Brasil a fora, após a divulgação na internet e na grande mídia de um vídeo, em que uma jovem, desacordada era estuprada por vários homens.

Vivemos ainda, infelizmente, em uma sociedade machista, de uma cultura patriarcal, onde as pessoas querem imputar à mulher a culpa por ela ser estuprada, muitas das vezes, em função de uma roupa mais decotada que estava usando, ou até por conta dos ambientes em que freqüenta e amizades ou relacionamentos que nutre.

Não podemos aceitar que a sociedade aceite esse tipo de discurso, pois estamos falando de um crime hediondo, no qual a vítima é exposta a traumas, doenças, que deixa seqüelas pelo resto da vida, ou até uma gravidez, completamente indesejada.

Não devemos tolerar esse tipo de justificativa para o estupro, que visa diminuir os efeitos sociais para o estuprador e busca culpar a vítima de uma agressão como essas, mesmo vitimada de um hediondo e nefasto crime como esse.

Nós da coluna Hora da Cidadania, somos categoricamente contra toda imputação de culpa a mulher por ter sido de um crime de tamanha repercussão para sua vida.


Hora da cidadania – Erick Lessa – Delegado de Polícia Civil.