TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

DONA MACAXEIRA

DONA MACAXEIRA

AGRESTE CENTRAL PERNAMBUCO

NORDESTE RASTREAMENTO

NORDESTE RASTREAMENTO

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

MAIS DE 250 TONELADAS DE EXCESSO DE PESO SÃO VERIFICADAS EM OPERAÇÃO NO AGRESTE

Um caminhão roubado foi recuperado e 75 comprimidos de "rebite" apreendidos




A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 259 toneladas de excesso de peso no transporte de cargas, durante uma operação realizada entre os dias 05 e 07 de outubro, em Caruaru e São Caetano, no Agreste de Pernambuco. Intitulada de OTEPED (Operação Temática de Peso e Dimensões), a ação teve como objetivo reforçar as ações de fiscalização a caminhões, além de coibir fraudes verificadas em documentos fiscais.

Participaram da operação policiais rodoviários federais de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba e Ceará, agentes das polícias Militar e Civil, além de representantes do Serviço Social do Transporte e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST SENAT).

Ao todo, foram fiscalizados 153 veículos, sendo recolhidos 51 caminhões e emitidas 268 autuações por diversas irregularidades. Entre elas, destacam-se dois caminhoneiros flagrados sob efeito de álcool e um veículo retido pelo transporte de 29 toneladas de carga em excesso.

Durante a fiscalização, um motorista foi preso com um caminhão roubado e outros três foram detidos pelo transporte de "rebites", que são proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e utilizados para dirigir por longos períodos. Em uma das abordagens, um caminhoneiro foi flagrado com cinco unidades de rebite, enquanto a passageira transportava 60 comprimidos da substância dentro da bolsa. O casal foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil da região.


O excesso de peso no transporte de cargas causa danos às rodovias, além de reduzir a vida útil do pavimento e contribuir para o aumento no número de acidentes. Essa infração tem como penalidade uma multa no valor de R$130,16, que é aumentada de acordo com o excesso de peso verificado na balança.