TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

MAIS DE 250 TONELADAS DE EXCESSO DE PESO SÃO VERIFICADAS EM OPERAÇÃO NO AGRESTE

Um caminhão roubado foi recuperado e 75 comprimidos de "rebite" apreendidos




A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 259 toneladas de excesso de peso no transporte de cargas, durante uma operação realizada entre os dias 05 e 07 de outubro, em Caruaru e São Caetano, no Agreste de Pernambuco. Intitulada de OTEPED (Operação Temática de Peso e Dimensões), a ação teve como objetivo reforçar as ações de fiscalização a caminhões, além de coibir fraudes verificadas em documentos fiscais.

Participaram da operação policiais rodoviários federais de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba e Ceará, agentes das polícias Militar e Civil, além de representantes do Serviço Social do Transporte e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SEST SENAT).

Ao todo, foram fiscalizados 153 veículos, sendo recolhidos 51 caminhões e emitidas 268 autuações por diversas irregularidades. Entre elas, destacam-se dois caminhoneiros flagrados sob efeito de álcool e um veículo retido pelo transporte de 29 toneladas de carga em excesso.

Durante a fiscalização, um motorista foi preso com um caminhão roubado e outros três foram detidos pelo transporte de "rebites", que são proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e utilizados para dirigir por longos períodos. Em uma das abordagens, um caminhoneiro foi flagrado com cinco unidades de rebite, enquanto a passageira transportava 60 comprimidos da substância dentro da bolsa. O casal foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil da região.


O excesso de peso no transporte de cargas causa danos às rodovias, além de reduzir a vida útil do pavimento e contribuir para o aumento no número de acidentes. Essa infração tem como penalidade uma multa no valor de R$130,16, que é aumentada de acordo com o excesso de peso verificado na balança.