POUSADA DA PAIXÃO

POUSADA DA PAIXÃO

COMERCIAL JR

COMERCIAL JR

VIP

VIP

RC TECIDOS

RC TECIDOS

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

NORDESTE MOTOS

NORDESTE MOTOS

terça-feira, 5 de abril de 2016

JOVEM É ASSASSINADO A FACADAS NO PARQUE 18 DE MAIO E OS ASSASSINOS SÃO PRESOS PELA POLÍCIA MILITAR QUANDO ESTAVAM BEBENDO PARA COMEMORAR O DELITO.



 



Marcelo, matou a vítima com 3 facadas.
"Dinho" evitou que os amigos da vítima evitassem o crime.
Foi assassinado a facadas na tarde desta terça-feira (05), no Parque 18 de Maio, Weslley Alex Timóteo dos Santos, de 20 anos, que estava desempregado e morava na Avenida da República, no bairro Divinópolis. Ele estava bebendo com dois amigos e foi morto por dois elementos que fugiram do local.


O Cabo Valdemar e o soldado Simon, obtiveram a informação de que os dois assassinos estavam na rua Alfredo Pinto, no bairro Santa Rosa bebendo para comemorar o crime, os policiais foram até lá, onde após algumas buscas prenderam os dois criminosos, Marcelo Severino Gomes Soares, de 25 anos e José Manoel de Oliveira Silva, vulgo “Dinho” de 25 anos, que moram na mesma rua onde foram presos e já haviam tomado banho e trocado de roupas e nas casas deles foram encontradas as roupas que usavam no momento do cometimento do crime e no telhado de uma casa próxima foi encontrada a faca usada no crime e apesar das evidências, eles negaram ter cometido o assassinato.

O Comandante do 4º BPM, o Tenente-Coronel Roberto Galindo, esteve no local do crime cobrando empenho da sua equipe e disse que vai solicitar da prefeitura a proibição do funcionamento de bares durante a semana, no Parque 18 de Maio e que infelizmente a PM não pôde evitar o assassinato, no entanto ficou satisfeito com o comprometimento da tropa que só sossegou quando prendeu os assassinos.

O delegado de homicídios, Dr. Altemar Mamede, esteve no local do crime com a sua equipe de investigadores, onde obteve as informações sobre a dinâmica do delito e na delegacia concluiu que quem desferiu as três facadas foi o Marcelo e que o comparsa, João Manoel, impediu que os amigos da vítima impedissem que ele fosse assassinado, quanto ao motivo, o delegado afirmou que foi passional, pois o assassino ficou enciumado ao saber que uma das garçonetes do estabelecimento teve um rápido relacionamento amoroso com a vítima, mas o delegado disse que as investigações serão aprofundadas para descobrir se alguém forneceu a faca para o Marcelo esfaquear a vítima. Ambos foram autuados em flagrante por homicídio qualificado, em seguida os dois criminosos que já foram várias vezes, foram encaminhados à Penitenciária Juiz Plácido de Souza.


Este foi o 7º homicídio do mês de abril e o 61º do ano de 2016 em Caruaru e o corpo da vítima, foi encaminhado para o IML local.