TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CENTRAL BURGUER

CENTRAL BURGUER

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

terça-feira, 5 de abril de 2016

JOVEM É ASSASSINADO A FACADAS NO PARQUE 18 DE MAIO E OS ASSASSINOS SÃO PRESOS PELA POLÍCIA MILITAR QUANDO ESTAVAM BEBENDO PARA COMEMORAR O DELITO.



 



Marcelo, matou a vítima com 3 facadas.
"Dinho" evitou que os amigos da vítima evitassem o crime.
Foi assassinado a facadas na tarde desta terça-feira (05), no Parque 18 de Maio, Weslley Alex Timóteo dos Santos, de 20 anos, que estava desempregado e morava na Avenida da República, no bairro Divinópolis. Ele estava bebendo com dois amigos e foi morto por dois elementos que fugiram do local.


O Cabo Valdemar e o soldado Simon, obtiveram a informação de que os dois assassinos estavam na rua Alfredo Pinto, no bairro Santa Rosa bebendo para comemorar o crime, os policiais foram até lá, onde após algumas buscas prenderam os dois criminosos, Marcelo Severino Gomes Soares, de 25 anos e José Manoel de Oliveira Silva, vulgo “Dinho” de 25 anos, que moram na mesma rua onde foram presos e já haviam tomado banho e trocado de roupas e nas casas deles foram encontradas as roupas que usavam no momento do cometimento do crime e no telhado de uma casa próxima foi encontrada a faca usada no crime e apesar das evidências, eles negaram ter cometido o assassinato.

O Comandante do 4º BPM, o Tenente-Coronel Roberto Galindo, esteve no local do crime cobrando empenho da sua equipe e disse que vai solicitar da prefeitura a proibição do funcionamento de bares durante a semana, no Parque 18 de Maio e que infelizmente a PM não pôde evitar o assassinato, no entanto ficou satisfeito com o comprometimento da tropa que só sossegou quando prendeu os assassinos.

O delegado de homicídios, Dr. Altemar Mamede, esteve no local do crime com a sua equipe de investigadores, onde obteve as informações sobre a dinâmica do delito e na delegacia concluiu que quem desferiu as três facadas foi o Marcelo e que o comparsa, João Manoel, impediu que os amigos da vítima impedissem que ele fosse assassinado, quanto ao motivo, o delegado afirmou que foi passional, pois o assassino ficou enciumado ao saber que uma das garçonetes do estabelecimento teve um rápido relacionamento amoroso com a vítima, mas o delegado disse que as investigações serão aprofundadas para descobrir se alguém forneceu a faca para o Marcelo esfaquear a vítima. Ambos foram autuados em flagrante por homicídio qualificado, em seguida os dois criminosos que já foram várias vezes, foram encaminhados à Penitenciária Juiz Plácido de Souza.


Este foi o 7º homicídio do mês de abril e o 61º do ano de 2016 em Caruaru e o corpo da vítima, foi encaminhado para o IML local.