POUSADA DA PAIXÃO

POUSADA DA PAIXÃO

COMERCIAL JR

COMERCIAL JR

VIP

VIP

RC TECIDOS

RC TECIDOS

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

NORDESTE MOTOS

NORDESTE MOTOS

terça-feira, 12 de abril de 2016

16º CURSO INTENSIVO DE OPERAÇÕES E SOBREVIVÊNCIA EM ÁREA DE CAATINGA – CIOSAC



O Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI) seguindo o programa de treinamento e capacitação implantado pela Secretaria de Defesa Social do Estado de Pernambuco, estrategicamente desenvolvido no intuito de dar continuidade ao resultado positivo alcançado pelo programa Pacto Pela Vida, realizará no período de 11 de abril a 23 de maio de 2016 a 16ª edição do Curso Intensivo de Operações e Sobrevivência em Área de Caatinga (CIOSAC) com a participação de policiais militares do Estado de Pernambuco e de outros Estados da Federação, como Paraíba e Amapá. 
O início das atividades do curso foi marcado pela realização de uma aula inaugural na segunda-feira, 11 de abril, às 14h, no auditório da Câmara Municipal de Vereadores da cidade de Serra Talhada, onde o público presente contou com a ilustre presença do historiador e Major da Polícia Militar de Pernambuco, André Carneiro de Albuquerque, autor do livro Capitães do Fim do Mundo,  especialista em História Militar e mestre em História Cultural, o qual ministrou uma palestra sobre As Tropas Volantes Pernambucanas.
CIOSAC, sigla que corresponde ao nome do curso, assim como ao nome da 1ª Companhia do BEPI, sendo este, pertencente a Policia Militar de Pernambuco, é uma tropa especializada no combate à criminalidade no interior do Estado, tendo como principais características e aptidões a adaptação ao clima, o conhecimento geográfico das meso-regiões e da vegetação, além do treinamento específico e contínuo que é desenvolvido pelos policiais integrantes do grupamento, para a atuação em situações extremas. 
Considerada tropa de elite da Polícia Militar de Pernambuco, teve sua origem em meados da década de 90, mais especificamente em setembro de 1997 para combater os grupos criminosos que atuavam no sertão, nos mesmos moldes dos lendários cangaceiros.

Para os agentes de segurança pública participantes do curso serão ministradas instruções que irão capacitá-los para o combate em ambiente inóspito, característico das rotas de fuga e refúgios de criminosos que se utilizam das particularidades do ambiente de caatinga e mata atlântica. Com uma carga horária de 360 horas/aula, fazem parte da grade curricular disciplinas específicas tais como: Técnicas de Patrulha Rural, Ofidismo, Operações Ribeirinhas, Sobrevivência na Caatinga e na Mata Atlântica, Montanhismo, Técnicas de Rastreamento e Contra-rastreamento, Técnicas de Patrulha Urbana, Abordagem e Operações Helitransportadas, dentre outras.