POUSADA DA PAIXÃO

POUSADA DA PAIXÃO

COMERCIAL JR

COMERCIAL JR

VIP

VIP

RC TECIDOS

RC TECIDOS

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

MANDACARU PERSONALIZAÇÃO

NORDESTE MOTOS

NORDESTE MOTOS

segunda-feira, 11 de abril de 2016

NIA E CAÇA HOMICIDA APREENDEM DROGAS E ARMA DE FOGO NA VILA PELADAS, EM CARUARU.





Através de informações obtidas pelo Sargento “Lobo Solidário” do NIA (Núcleo de Inteligência do Agreste), os soldados Edinailton, José Wilk, S. Moura, M. Torres, Fonseca e J. Oliveira da GE Caça Homicida, prenderam por volta do meio dia deste sábado (09), na vila Peladas, na zona rural de Caruaru, Alefi da Silva Lima, de 21 anos, que mora na comunidade e foi pego com três bolsas de maconha, centenas de bolsinhas plásticas, uma balança e a importância de R$ 84,00 em espécie.

Após receber informes do NIA, de que na vila da Pelada estaria acontecendo tráfico de drogas, foi feito deslocamento até a casa citada na denuncia, chegando lá o alvo não foi encontrado só estava sua a esposa, que informou que o marido tinha saído para fazer compras, foi feita diligência na localidade e ele foi encontrado a alguns metros da casa. Indagado sobre a droga ele negou, mas ao fazer deslocamento até a sua casa, no caminho informou que teria algumas bolsas de maconha e dinheiro, fruto do tráfico de drogas, chegando na casa dele e a fazer buscas, ainda foram encontradas algumas bolsas para embalar mais drogas e uma balança para pesagem do entorpecente. Diante dos fatos o mesmo foi conduzido à 1ª DP, onde foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e foi recolhido ao presídio local.

Ainda na Vila Peladas, os policiais foram informados que um homem possuía uma arma de fogo, os PMs foram até o endereço descrito na denúncia, onde prenderam Robson Silva dos Santos, de 30 anos e no guarda roupas da casa dele foram encontrados um revólver calibre 38 com 10 munições intactas.

O popular que justificou possuir a arma para sua defesa pessoal, foi levado ao plantão policial, onde foi arbitrada a fiança de quatro salários mínimos, ele pagou e foi liberado para responder ao processo em liberdade.