TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CENTRAL BURGUER

CENTRAL BURGUER

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

segunda-feira, 15 de maio de 2017

COLUNA A HORA DA CIDADANIA COM O DELEGADO ERICK LESSA

Resultado de imagem para erick lessa

COMEMORAÇÃO DE 200 ANOS DA POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO!

A Polícia Civil de Pernambuco completou no último dia 13 de abril de 2017, o seu bicentenário de existência. A PCPE foi criada pelo decreto do Governo Provisório, em 13 de abril de 1817, com a criação do Tribunal de Polícia, com responsabilidade pelos assuntos de polícia judiciária, justiça e cidadania. A instituição pernambucana de polícia judiciária é considerada a instituição pública mais antiga do Estado. O primeiro Chefe da Polícia Civil foi Felipe Neri Ferreira, que conduzia a instituição baseado nos preceitos e ideais de igualdade, fraternidade, liberdade e república.

Nesse 15 de maio de 2017, às 18h, a ALEPE – Assembleia Legislativa de Pernambuco, realiza sessão solene em homenagem a instituição bicentenária, numa proposta do Deputado Estadual Guilherme Uchôa.

Podemos afirmar, sem sombra de dúvidas, que a instituição de polícia judiciária de Pernambuco, é uma das mais eficazes e respeitadas do nosso país, pela capacidade investigativa dos seus profissionais, que se dedicam abnegadamente para esclarecer todos os tipos de delitos, que estão entre suas atribuições.

Além disso a PCPE também desenvolve importantes operações, que traz em seu seio o combate à corrupção, que lesa nossa pátria, pois retira dos mais necessitados os serviços mais básicos. Temos como exemplo de operação de combate ao crime do “colarinho branco” a “Ponto Final”, desencadeada em Caruaru, para combater esse nefasto crime, que ocorria nos corredores da Câmara de Vereadores; também desenvolve operações de combate à criminalidade violenta, como a operação Pernambuco Pela Vida, que objetiva, na RMR, tirar de circulação mais de 50 homicidas, que atuavam em um grupo de extermínio, que assassinara muitos pernambucanos; mas também desenvolve operação de combate a crimes de menor pena, como o furto de água, mas que trazia enorme prejuízo para a população como a desencadeada no início desse mês, denominada Igarapé que combateu o furto de água e crime ambiental na adutora do prata que traz o precioso líquido para abastecer Caruaru e região. Furto esse que prejudicava mais de 500 mil habitantes com a diminuição da vazão nas torneiras e redução do abastecimento de água à população do nosso Agreste.

Mas, infelizmente não temos só a comemorar, pois a instituição ainda precisa de investimentos, quem sabe uma lei orgânica que preveja a eleição do chefe da instituição pelos seus próprios membros, a exemplo de outras instituições como o Ministério Público e o Poder Judiciário, e também independência financeira, com duodécimo próprio para que eleja suas prioridades, e assim, contrate mais profissionais e implemente delegacias especializadas, como Delegacia da Criança e do Adolescente, Denarc, Roubos e Furtos e Roubos e Furtos de Veículos e Cargas entre outras, no interior do Estado, trazendo um serviço mais especializado para os pernambucanos residentes fora da capital, que já conta com esse serviço.

Nós da coluna Hora da Cidadania, desejamos os parabéns a todos os servidores-policiais que exercem seu mister nessa instituição bicentenária e desejamos longa vida a essa corporação, que é orgulho do povo pernambucano.


Fica a reflexão. Fique atento à próxima edição da Hora da Cidadania, que é divulgada todas as segundas-feiras. Você pode dar sugestão de temas, fazer críticas e elogios através do e-mail: ericklessa04@gmail.com.

CASA DA ESFIHA