TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

NORDESTE RASTREAMENTO 24H

quinta-feira, 18 de maio de 2017

SUAPE RECEBE AÇÃO DE CONSCIENTIZAÇÃO SOBRE A EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

O dia 18 de maio foi escolhido para alertar a sociedade sobre este crime



A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza na próxima quinta-feira (18) uma ação de conscientização sobre a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (ESCA), no pátio do posto fiscal da Secretaria da Fazenda de Suape, localizado no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife. A iniciativa tem como objetivo alertar motoristas profissionais sobre este crime e informar como eles podem denunciar casos encontrados nas rodovias.

Com o slogan Faça Bonito - Proteja nossas crianças e adolescente, a campanha reúne diversas entidades com o objetivo de conscientizar a sociedade para a importância de denunciar esta prática. As denúncias nas rodovias podem ser realizadas através do telefone 191 ou pelo Disque 100, que funciona em todo o Brasil. A ligação é gratuita e não é preciso se identificar.

Além das ações educativas, a PRF realiza desde 2003 o projeto Mapear, que busca identificar pontos vulneráveis à ESCA, através de um levantamento com atualização bianual, ao longo das rodovias federais que cortam os municípios do país.

O último levantamento apontou 1969 pontos vulneráveis, ou seja, que apresentam características que propiciam a prática da exploração sexual, como locais de descanso de motoristas, presença de adultos se prostituindo, ausência de segurança privada, falta de iluminação pública, dentre outros. Desse total, os policiais conseguiram identificar o gênero das vítimas em 448 pontos e foi verificado que 69% se referem a meninas, 22% aos transgêneros e 9% a meninos.

Sobre a origem da vítima, em 428 pontos as respostas indicaram que eram originárias de outra localidade, ou seja, poderiam estar em situação de tráfico de pessoas. Nos últimos 10 anos, o projeto contribuiu para retirar mais de 4 mil crianças e adolescentes de situações de risco no país.
18 de Maio

A data foi escolhida como dia de mobilização contra a violência sexual porque em 18 de maio de 1973, na cidade de Vitória (ES), um crime bárbaro chocou todo o país e ficou conhecido como o “Caso Araceli”. Esse era o nome de uma menina de apenas oito anos de idade, que foi estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade.


A proposta do “18 DE MAIO” é destacar a data para sensibilizar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes. É preciso garantir a todas o direito ao desenvolvimento de forma protegida, livres do abuso e da exploração sexual.