TEFNET

TEFNET

ERGO 30

ERGO 30

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

ARTESÃO AZIVAN GALVÃO

VIP

VIP

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

CLÍNICA SEMPRE SAÚDE

DONA MACAXEIRA

DONA MACAXEIRA

AGRESTE CENTRAL PERNAMBUCO

terça-feira, 19 de setembro de 2017

CASO ALEXANDRE FARIAS: POLÍCIA CIVIL APRESENTA DETALHES DA TROCA DE TIROS COM OS BANDIDOS E PRENDE O RESTANTE DA QUADRILHA


Foi apresentado numa coletiva de imprensa na manhã desta terça-feira (19) na sede da Dinter-01 em Caruaru, o resultado da operação policial que resultou na localização do esconderijo de uma quadrilha de altíssima periculosidade, numa fazenda as margens da estrada do Sítio Lagoa de Pedra, na zona rural da cidade. A ação que foi realizada por policiais civis, foi comandada pelos delegados Márcio Cruz e Bruno Vital e resultou nas prisões de Iérica Alves do Nascimento; Vagner Santos Figueiredo, de 30 anos; Vitor Luiz Bezerra da Silva, de 20 anos e José Raniere de Oliveira Santos, de 32 anos, eles depois de perceberem que o imóvel estava cercado, se renderam, já o Igor Alves do Nascimento, de 34 anos e um outro bandido se evadiram e na fuga o Igor Alves foi morto pelos policiais. Na ocasião foram localizadas seis armas de fogo, entre revólveres, pistolas e espingardas, além dos casacos descritos nos retratos falados.








Vágner Santos.
José Raniere.
Iérica.
Igor.

Essa quadrilha de assaltantes roubou um carro na noite do último sábado, no bairro Indianópolis, depois foi localizada pela Polícia Militar no bairro Alto do Moura, quando o Samu fazia o socorro de uma adolescente que sofreu um acidente de moto, e ao invés de se entregarem os meliantes trocaram tiros com os PMs, tendo o apresentador de TV Alexandre Farias da TV Asa Branca, sido atingido com um tiro na cabeça, em seguida os marginais atropelaram o condutor, a socorrista e a jovem que estava recebendo atendimento no local para ser levada ao HRA.


Jefferson.
Pedro.

Hoje a tarde a Polícia Civil obteve a informação de que o bandido que fugiu estaria em uma determinada casa no bairro José Carlos de Oliveira, nisso duas equipes fizeram o cerco ao imóvel e prenderam o quinto integrante da quadrilha, Jefferson Santos da Silva, de 22 anos, ele estava recebendo guarida de Pedro Guilherme da Silva Filho, de 57 anos, que é o padrasto de Igor, que morreu na troca de tiros e de Iérica e no interior do imóvel foram encontrados um revólver calibre 38 e uma pistola ponto 40, que foi roubada de um policial do Rio Grande do Norte, além de jóias, dinheiro e outros objetos com TV, celulares e relógios.

O delegado Bruno Vital, disse que os marginais os receberam a tiros na fazenda e que a Iérica, que está grávida, ao perceber a aproximação do policiamento foi encontrar os policiais no terreiro da fazenda com uma criança no colo e ao ser questionada se havia alguém no imóvel ela garantiu que não, mas por cautela os policiais se protegeram e alguns deles cuidadosamente foram a edificação, mas foram recebidos a bala, houve o revido e os policiais solicitaram o apoio do Grupamento Tático Aéreo da Secretaria de Defesa Social e da Polícia Militar, foram aproximadamente 20 minutos de intenso tiroteio para que a polícia lograsse êxito realizando as prisões dos marginais.

O delegado Márcio Cruz, que presidiu a investigação, informou que foi de crucial importância as informações repassadas por populares, que inclusive detalhou que a quadrilha teria usado uma Parati branca para dar apoio ao assalto ao Corolla e que além de informar que naquela fazenda os acusados estavam homiziados, chegou também a informação que essa Parati estava estacionada no terreiro do imóvel.

O chefe da Polícia Civil no Estado, Dr. Joselito Kherle do Amaral, ressaltou o grau de periculosidade desses bandidos, ele informou que o mais violento deles é o Jefferson, que ele estava com um trancelim que foi roubado de uma família no bairro Boa Vista há duas semanas e que outras vítimas também os reconheceram, inclusive que confessaram ter assaltado uma agência dos Correios na região. Dr. Joselito informou que o Jefferson e os demais são fugiram na rebelião do presídio de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte, e que espontaneamente eles confessou ser integrante do PCC e ainda falou para os policiais que matou várias pessoas na rebelião e que a sua quadrilha matou mais de 100 pessoas no seu estado de origem. O gestor da Polícia Civil de Pernambuco destacou que existe a necessidade desses indivíduos não ficarem no presídio de Caruaru e de preferência que sejam transferidos para presídios de segurança máxima.


Iérica Alves e Pedro Guilherme, foram autuados em flagrante por associação criminosa, enquanto que Vagner Santos, Vitor Luiz, José Raniere e Jefferson, foram autuados por tentativa de homicídio, roubo qualificado, lesão corporal e porte ilegal de arma de fogo e serão apresentados na audiência de custódia.